O IPCA-15 de setembro variou 0,30% em Belo Horizonte e 0,39% no Brasil

Em setembro de 2014, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) apresentou

variação de 0,30% na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) (0,36 ponto percentual acima do

mês de agosto), 5o menor resultado entre as áreas pesquisadas, e 0,39% no país (0,25 ponto percentual

acima da taxa de agosto). Somente três áreas apresentaram resultados do mês de setembro inferiores ao

do mês anterior: Curitiba, Rio de Janeiro e Goiânia, Fortaleza e Recife (tabela 1). Os resultados

acumulados em 12 meses atingiram 6,36% na RMBH e 6,62% no país.

Tabela 1 – IPCA-15 - Brasil e áreas pesquisadas (variação %)

Na RMBH, no mês de setembro, seis três grupos apresentaram variação acima do mês anterior, com

destaque para os grupos Alimentos e bebidas, que após queda de 0,29% em agosto, voltou a subir e

atingiu 0,46%, Vestuário, que, da mesma forma, passou de uma queda de 0,50% no mês anterior para uma

elevação de 0,68% em setembro e Despesas Pessoais, que passou de -0,76% para 0,28%. Também tiveram

variações expressivas frente ao mês anterior os grupos Artigos de residência (de +0,07% para +1,24%) e

Comunicação (de +0,11% para + 0,70%) (tabela 2).

No grupo Alimentos e bebidas, algumas das maiores contribuições para o aumento vieram dos

itens carnes, com 2,70% (-0,14% em agosto) e leites e derivados , com 1,74 (1,88% em agosto).

No grupo Vestuário as roupas femininas passaram de -2,10% em agosto para 2,41% em setembro, as

roupas infantis de -1,59% para -0,04% e os tecidos de armarinho de 0,09% para 2,04%. No grupo Despesas

Pessoais, as despesas com Recreação, fumo e fotografia passarem de -3,77%para +0,27%.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.