quarta-feira, 20 de Julho de 2016 13:11h Agência Minas

OGE registra aumento de 24% nas manifestações da população no primeiro semestre de 2016

De janeiro a junho deste ano, foram 13.899 registros, sendo a maioria relacionada á área da Educação. Em 2015, foram 11.198

As manifestações realizadas pelos cidadãos mineiros na Ouvidoria-Geral do Estado (OGE) aumentaram 24% nos seis primeiros meses de 2016 em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a junho deste ano, foram 13.899 registros. Em 2015, foram 11.198. Os dados são do relatório disponibilizado pelo órgão em sua página da internet.

A Ouvidoria Educacional tem se destacado pelo número de demandas. Desde fevereiro, ela vem sendo, mês a mês, a mais procurada pelos cidadãos mineiros. Nos primeiros seis meses deste ano, foram 3.758 manifestações, o equivalente a 27,04% do total registrado no órgão. Os principais assuntos referem-se à organização de quadro de professores nas escolas (designações) e calendário de pagamento.

 

 

As ouvidorias especializadas de Saúde e de Polícia também receberam muitas demandas da população. A primeira registrou, no primeiro semestre, 3.019 manifestações (21,72%). A segunda, 2.933 (21,10%) no mesmo período.

A Ouvidoria de Fazenda, Patrimônio e Licitações Públicas somou 1.574 manifestações (11,32%), seguida pela Ouvidoria do Sistema Penitenciário, com 1.249 (8,99%). A Ambiental registrou 329 (2,37%). As manifestações encerradas no primeiro atendimento somam 1.037 (7,46%).

 

 

 

Registros por território

O Território Metropolitano foi o mais demandado dos 17 territórios que compõem do estado de Minas Gerais. Foram 6.166 registros. “Temos um maior número de pessoas morando em Belo Horizonte e em municípios vizinhos, o que resulta em uma maior demanda, nessa região, pelos serviços públicos oferecidos pelo Estado”, afirma o Diretor de Atendimento da Ouvidoria-Geral do Estado, Hugo Maciel.

Cidadãos de Belo Horizonte, por exemplo, originaram 4.049 registros. No entanto, os municípios do Triângulo Norte e do Sul de Minas também se destacaram. Uberlândia originou 511 manifestações. Em Juiz de Fora, foram 400.

 

http://www.agenciaminas.mg.gov.br/ckeditor_assets/pictures/1505/content_manifestacoes-por-territorios.png

 

Meios de contato

Os cidadãos têm procurado a OGE, em sua maioria, utilizando o site do órgão. Nos primeiros seis meses de 2016, 7.728 manifestantes realizaram seus registros pela internet. O Disque Ouvidoria (telefone 162) foi utilizado por 4.022 cidadãos. Os demais meios (atendimento presencial, mídia, cartas, ofícios etc) somam 2.149 registros.

 

Tipologias

As reclamações lideram os registros realizados pelos cidadãos mineiros junto à OGE. No primeiro semestre, foram 6.078. Denúncias (2.970), pedidos de informação (2.107), solicitações (1.951), críticas (352), elogios (265) e sugestões (176).

 

Perfil dos manifestantes

Sem considerar os números do Ouvidor SUS – sistema do Governo Federal que registra manifestações específicas da saúde -, as mulheres aparecem como as principais demandantes da OGE. Dos cidadãos que se identificaram no sistema informatizado da Ouvidoria, 4.695 disseram ser do sexo feminino e 3.291 do sexo masculino.

Considerando ainda somente o sistema da OGE, 6.857 registros foram feitos por pessoa física e 1.992 por servidores públicos. Agentes políticos, empresas e abaixo assinado somaram 460, 122 e 12, respectivamente.

 

Entre em contato com a OGE:

- Disque Ouvidoria: telefone 162 (a ligação é gratuita)

- Site: www.ouvidoriageral.mg.gov.br

- Endereço para cartas, ofícios ou atendimento presencial: Rodovia Papa João Paulo II, 4001 - Bairro Serra Verde - BH/MG - Prédio Gerais /12º Andar - CEP 31630-901.

- Atendimento presencial na Casa do Cidadão (de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h): Av. Amazonas, 558 – Centro de Belo Horizonte (MG)

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.