quarta-feira, 19 de Novembro de 2014 10:45h

Ouvidoria móvel registra reclamações, denúncias, sugestões e elogios dos moradores do Barreiro

Entre janeiro e outubro deste ano, a OGE já recebeu 16.740 manifestações, número que representa aumento frente às 16.332 registradas no mesmo período de 2013

A região do Barreiro, na capital mineira, recebeu a equipe da Ouvidoria-Geral do Estado (OGE) nesta quarta-feira (18/11). No local, a ouvidoria móvel registrou reclamações, denúncias, sugestões e elogios sobre os serviços públicos prestados pelo Governo de Minas. A ouvidora-geral adjunta, Mônica Coelho, ouvidores especializados e uma equipe técnica passaram todo o dia em um local estratégico na Avenida Sinfrônio Brochado, na altura do número 306.

Mônica Coelho ressalta a importância de a OGE ir ao encontro da população, ampliando o leque de opções para que o cidadão seja ouvido. “O Barreiro é uma região bastante populosa e é papel da OGE procurar o cidadão e dar a ele a oportunidade de se manifestar, seja de forma positiva ou negativa, a respeito dos serviços prestados pelo governo estadual”, diz.

O ouvidor-geral do Estado, Fábio Caldeira, reforça que a ouvidoria móvel é uma ação efetiva de democracia participativa e destaca as próximas etapas, que serão realizadas em Contagem (25/11), no bairro Venda Nova (03/12) e no centro de Belo Horizonte (12/12), na Casa de Direitos Humanos, como parte das comemorações da Semana de Direitos Humanos.

Participação popular

O metalúrgico José Assis aproveitou a oportunidade para registrar uma demanda relativa ao meio ambiente. "Moro no bairro Bom Sucesso e as nascentes que passam pelo bairro precisam ser melhor preservadas e aproveitei a oportunidade para registrar junto à Ouvidoria Ambiental essa minha insatisfação." José Assis ainda pediu que a ação se repetisse. "Gostaria que essa ouvidoria móvel visitasse o Barreiro mais vezes, pois o cidadão sente falta dessa aproximação com o poder público”, afirmou.

Números da OGE

A OGE possui seis ouvidorias especializadas: Saúde, Educacional, Ambiental, Polícia, Sistema Penitenciário e de Fazenda, Patrimônio e Licitações Públicas. Entre janeiro e outubro deste ano, a OGE já recebeu 16.740 manifestações, número que representa aumento frente às 16.332 manifestações registradas no mesmo período de 2013 e às 10.810 manifestações registradas no mesmo período de 2012. Os resultados mostram que a cada ação a Ouvidoria-Geral se torna mais conhecida e o cidadão melhor atendido.

Além da ouvidoria móvel, que é uma das formas de contato do cidadão, a Ouvidoria-Geral do Estado também registra as manifestações por outros caminhos, como pelo Disque-Ouvidoria 162, pelo site www.ouvidoriageral.mg.gov.br, por carta ou de forma presencial na Cidade Administrativa. A população também pode procurar as 28 Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) de todo o Estado, bem como a Casa de Direitos Humanos de Belo Horizonte, onde a OGE possui sala específica para receber o cidadão mineiro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.