sexta-feira, 29 de Junho de 2012 09:03h Atualizado em 29 de Junho de 2012 às 09:16h. Gazeta do Oeste

Pará de Minas inaugura sistema de esgotamento sanitário

Foram implantados 2,6 mil metros de redes interceptoras nas margens do Ribeirão Paciência, construídas três estações elevatórias e uma Estação de Tratamento de Esgoto

O governador Antonio Anastasia inaugurou, nesta quinta-feira (28/06), o sistema de esgotamento sanitário de Pará de Minas, no Centro-Oeste mineiro. Por meio da Copasa, o Governo de Minas investiu R$ 35 milhões nas obras, que vão permitir que todo o esgoto coletado na cidade passe a ser tratado, melhorando as condições de vida e de saúde da população. Foram implantados 2,6 mil metros de redes interceptoras nas margens do Ribeirão Paciência, construídas três estações elevatórias e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), com capacidade para tratar 240 litros de esgoto por segundo.

 

Acompanhado do diretor-presidente da Copasa, Ricardo Simões, Anastasia foi recebido pelo prefeito José Porfírio de Oliveira Filho. Em seu pronunciamento, o governador afirmou que, além de conforto e saúde, o tratamento dos esgotos no município garantirá, em pouco tempo, a revitalização das águas do Ribeirão Paciência e do Rio Pará, deixando o município em melhores condições para atrair novos investimentos, mais emprego e desenvolvimento. Ele lembrou ser a segunda vez na semana que inaugurava obras de saneamento básico no interior de Minas.

 

“A Copasa tem sido uma empresa exemplar. Na segunda-feira, tivemos em Araxá para inaugurar uma ETE e aqui em Pará de Minas, uma das cidades economicamente que mais cresce em Minas, esse novo sistema de esgoto. Isso é importante para a atratividade de empresas. Toda infraestrutura pesa muito no momento da escolha de uma cidade para atração de empresas. Por isso mesmo esse grande esforço do nosso governo, iniciado pelo Aécio, para levar uma infraestrutura robusta para todo o interior do nosso Estado. E Pará de Minas tem se destacado, ao longo dos últimos anos, como uma cidade que cresce, se desenvolve, com um povo trabalhador e dedicado”, afirmou.

 

Compromisso de Governo

 

O diretor-presidente da Copasa, Ricardo Simões, destacou que, desde 2003, Pará de Minas recebeu da companhia cerca de R$ 55 milhões em investimentos nos sistemas de esgotamento sanitário e de abastecimento de água.

 

“Essa obra é parte de um conjunto de empreendimentos que era um compromisso do governo Anastasia, por meio da Copasa, para com Pará de Minas. São investimentos relevantes porque trazem com eles o bem estar da população, qualidade de vida e melhorias para o meio ambiente e para o desenvolvimento do município do Pará de Minas”, disse Simões.

 

O prefeito de Pará de Minas, José Porfírio de Oliveira Filho, disse que a parceria com o Governo de Minas tem dado certo. Além da construção do sistema de esgoto e de um aterro sanitário, ele destacou que, no momento, há uma série de obras com participação do Governo de Minas, nas áreas de saúde, educação e infraestrutura, em curso na cidade.

 

“São investimentos que colocam Pará de Minas no grupo restrito de cidades mineiras e brasileiras capazes de conduzir seu desenvolvimento com sustentabilidade”, completou.

 

Investimentos no Estado

 

O governador Anastasia afirmou que, até 2014, no fim do seu mandato, 90% das cidades atendidas pela Copasa terão 100% de esgoto coletado tratado. Desde 2003, o índice de tratamento de esgoto realizado pela Copasa passou de 27% do volume coletado para 70%, neste ano. São 118 Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) em operação. Outras 79 já estão em obras, 34 projetadas para serem construídas, e 10 em licitação.

 

“Isso é muito positivo. Nos próximos dois anos, até o fim do meu mandato, teremos praticamente 90% das cidades atendidas pela Copasa com 100% de esgoto coletado tratado. Isso é bom não só pela melhoria da qualidade de vida das pessoas, mas pelos outros efeitos, como a preservação de bacias hidrográficas, um ciclo virtuoso ambientalmente positivo”, afirmou.

 

Nos últimos anos, o Governo de Minas, por meio da Copasa, tem realizado grandes investimentos para garantir mais qualidade de vida aos mineiros. Foram R$ 5,5 bilhões em obras de saneamento, até o final de 2011. Desse montante, R$ 1,6 bilhão foi aplicado nos sistemas de abastecimento de água; R$ 2,7 bilhões em esgotamento sanitário, e o restante em programas ambientais e operacionais. Para 2012, estão previstos recursos da ordem de R$ 850 milhões, sendo R$ 300 milhões em abastecimento de água e R$ 550 milhões nos sistemas de esgoto.

 

 

 

SEGOV

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.