terça-feira, 4 de Novembro de 2014 09:35h Atualizado em 4 de Novembro de 2014 às 11:09h.

Parceria com a iniciativa privada fortalece o programa Minas Leite

Secretaria de Agricultura assina termo de cooperação técnica nesta quinta

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa) e suas instituições vinculadas, Emater e Epamig, assinam nesta quinta-feira (6), na Cidade Administrativa (BH), Termo de Cooperação Técnica com a iniciativa privada, visando ao fortalecimento do Minas Leite (Programa Estadual da Cadeia Produtiva do Leite) em todo o estado.

Participam desta parceria o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Minas Gerais (Sescoop/Ocemg) e o Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado de Minas Gerais (Silemg). Para o secretário André Merlo, o Minas Leite é um bom exemplo da eficiência das parcerias público-privadas no desenvolvimento de programas e ações do agronegócio. “A assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre o Estado, por meio da Seapa e vinculadas, e as instituições representativas do segmento privado deverá contribuir para a expansão do programa no Estado, atendendo a um maior número de pequenos e médios produtores rurais de leite”, explica.

Minas Leite

O objetivo do programa é promover a qualidade de vida dos produtores e suas famílias, por meio da qualificação gerencial e técnica dos sistemas de produção de leite, proporcionando-lhes ganhos econômicos, sociais e ambientais. Atualmente, o programa atende a 1.482 propriedades mineiras em 471 municípios, com produção média de até 200 litros de leite/dia e que têm na atividade a sua principal base econômico-financeira.

Os produtores cujas propriedades recebem assistência do programa são orientados para utilizar tecnologias simples e de baixo custo, voltadas para a melhoria da qualidade do leite e aumento da produção. Em diversas propriedades assistidas, a produção registrou crescimento médio de 25% ao ano.

Segundo a assessora técnica de Pecuária da Seapa, Alessandra Botelho, o Minas Leite tem intensificado suas ações por meio de parcerias. Ela diz que o modelo proporciona bons resultados, e um dos exemplos é o trabalho desenvolvido na região Leste do Estado, onde serão diagnosticadas 150 propriedades leiteiras por meio da parceria com o Laticínio Porto Alegre. “A formalização desta parceria com associações, sindicatos e cooperativas, além de permitir a ampliação das propriedades atendidas em todas as regiões, vai garantir a presença de um técnico exclusivo para as ações do programa”.

As instituições que compõem a parceria para expansão do Minas Leite no Estado devem elaborar uma agenda semestral de atividades relativas à implantação e ao acompanhamento das ações do programa nos municípios onde tenham atuação em comum.

Bacia Leiteira

Primeiro lugar no ranking nacional da produção de leite, Minas Gerais é a maior bacia leiteira do País e a atividade está presente em todas as regiões do estado. A produção mineira é de 8,9 bilhões de litros, que correspondem a 27,7% do que é captado em todo o Brasil. No acumulado de janeiro a setembro deste ano, as exportações mineiras de leite e lácteos registraram receita de US$ 90,2 milhões.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.