segunda-feira, 23 de Novembro de 2015 11:49h Atualizado em 23 de Novembro de 2015 às 12:08h. Agência Minas

Parceria entre Emater-MG, produtores rurais e prefeitura busca recuperar nascentes no Norte de Minas

O projeto “Produzindo água no semiárido” investe na construção de pequenas bacias de captação de água em Japonvar

Um projeto desenvolvido em Japonvar, no Norte de Minas, busca aumentar a disponibilidade de água no município graças ao trabalho em conjunto. O projeto “Produzindo água no semiárido”, desenvolvido numa parceria entre produtores rurais, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e prefeitura municipal, busca preservar e recuperar as nascentes prejudicadas com a estiagem que atinge a região.

Nos últimos três anos os produtores rurais do município sofrem com a seca do reservatório do Rio Mangair. Os 20 mananciais que abastecem a região secaram e cerca de 80% das lavouras foram perdidas durante o período. Em um cenário adverso, foi preciso unir forças para superar os desafios.

“O projeto tenta reduzir os atuais impactos da seca e preparar as nascentes para possíveis problemas climáticos do futuro. Até o momento já foram construídas e restauradas 70 barraginhas, que são pequenas bacias usadas para captar a água da chuva e permitir a infiltração no solo. Objetivo inicial é alcançar 500 e estender a ação para outros municípios da região. O importante, também, é orientar a população sobre a importância da preservação”, explica o coordenador da Emater-MG, Carlos Alberto Xavier.

A parceria se estabeleceu em forma de lei municipal em Japonvar. A Prefeitura  disponibiliza máquinas e operadores. Os produtores participam com a mão de obra e os custos com óleo combustível das máquinas para construção das intervenções regenerativas, como a construção de barraginhas.

Já a Emater-MG lidera o processo atuando na mobilização e na organização de diversas reuniões nas comunidades para o envolvimento da população em torno do problema da seca na região. Também fornece assistência técnica adequada e acompanha as intervenções. A iniciativa é a longo prazo e também visa a conscientização e a necessidade de preservar as nascentes para garantir mais água no futuro.


Diálogo constante

De acordo com o coordenador da Emater-MG, todas ações são planejadas através de um consenso com os produtores rurais, prefeitura, Câmara de Vereadores e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável do município. “Existe um diálogo permanente para planejar as ações e execução do projeto, como por exemplo a escolha de uma sub-bacia para revitalização. O envolvimento de todos é muito importante para o sucesso do projeto”, destaca Xavier.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.