sexta-feira, 30 de Maio de 2014 10:29h

Parceria entre Estado e Senac viabiliza formação de cerca de 30 alunos em curso de Guia de Turismo

Parceria entre Estado e Senac viabiliza formação de cerca de 30 alunos em curso de Guia de Turismo

Com o objetivo de atender à demanda de turistas que virão a Minas Gerais para a Copa do Mundo, cerca de 30 alunos concluem, nesta sexta-feira (30/05), a etapa final do curso técnico em Guia de Turismo. A iniciativa, promovida por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Turismo e Esportes e o Senac, também visa ampliar as oportunidades dos jovens no mercado de trabalho.

As aulas foram ministradas durante 15 meses, voltadas principalmente para alunos com segundo grau completo ou em curso. Coordenada pelo Senac, por meio de um contrato firmado com a Secretaria de Estado de Turismo e Esportes, a grade curricular incluiu não só aulas teóricas, de idiomas e de técnicas profissionais, como também viagens técnicas a importantes destinos turísticos de Minas Gerais, como cidades históricas, a Serra do Cipó e a Rota das Grutas Peter Lund.

Kaíque Neves, que atuava na área de modo informal, viu no curso a oportunidade de se profissionalizar. “Agora, mais do que nunca, estou pronto para mostrar ao mundo as belezas de Minas”, diz. Segundo ele, além de possibilitar um incremento na rede de contatos, a teoria aplicada à prática agregou valor aos conceitos trabalhados em sala. E Kaíque termina o curso com três agendas já marcadas para a Copa do Mundo. “Vou receber diretores de uma multinacional do ramo alimentício com sede no Brasil. Eles serão tratados com a hospitalidade que nos é típica, somada ao conhecimento técnico adquirido no curso”, destacou.

O turismólogo Frederico de Souza atua há quatro anos no setor, especificamente na área de planejamento. Para ele, o curso foi uma oportunidade de renovação. “Com as aulas, aprendi a ver o turismo de outro ângulo. Tenho recebido diversas propostas de trabalho. As coisas estão acontecendo mais rápido que eu imaginava”, afirmou. Segundo ele, algumas agências de turismo já o procuraram para trabalhar durante o período da Copa do Mundo, realizando os principais traslados e levando turistas para cidades históricas.

Para o secretário de estado de Turismo e Esportes, Tiago Lacerda, a capacitação é um dos legados mais importantes que a Copa do Mundo deixará. “O ensino oferecido a essas pessoas é um dos benefícios trazidos pelo Mundial. Daqui elas saem aptas a atuarem no mercado de trabalho e terem um diferencial a seu favor”, comentou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.