sexta-feira, 29 de Junho de 2012 10:11h Gazeta do Oeste

Parceria entre governos federal e estadual visa combater o crack

O governo de Minas oficializa nesta sexta-feira a associação do Plano Mineiro de Enfrentamento ao Uso Indevido de Álcool, Crack e Outras Drogas com o programa federal Crack, É Possível Vencer, o que deve ampliar o alcance do projeto no combate à epidemia da droga. A parceria será formalizada pelo governador Antonio Anastasia e pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, na tarde de hoje, no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa. A adesão de Minas à iniciativa vai viabilizar as ações do programa estadual Aliança pela Vida.

 

Lançado em dezembro, o projeto Crack, É Possível Vencer amplia o Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack. Os objetivos são aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários, enfrentar o tráfico de drogas e as organizações criminosas e ampliar atividades de prevenção por meio da educação, informação e capacitação.

 

O plano prevê investimento de R$ 3,92 bilhões, com atuação articulada entre governo federal, estados e municípios, além da participação da sociedade civil e o monitoramento intensivo das ações. Os eixos de ação são saúde, segurança pública e prevenção. Estão envolvidos os ministérios da Justiça, Saúde, Desenvolvimento Social e Educação, entre outros.

 

Dentro das ações do programa foi criada uma campanha publicitária que visa mobilizar a sociedade para assumir uma atitude de prevenção ao uso da pedra. O desafio é mostrar que a droga não é somente um problema de governos, mas tem origem social e necessita do envolvimento e compromisso do conjunto de todos os setores.

 

A iniciativa busca uma abordagem mais ampla, considerando a dificuldade de enfrentar a dependência do crack e a realização de ações articuladas, contemplando a prevenção ao uso, o enfrentamento ao tráfico e, sobretudo, o cuidado com o usuário. Essa é a proposta com a qual o governo federal tem buscado parcerias de suas propostas com as de governos estaduais e municipais. Minas é o quinto estado a assinar o convênio.

 

No lançamento do programa, a presidente Dilma Rousseff manifestou confiança na possibilidade de combater a epidemia do crack, com uma política “ampla, sistemática, moderna e corajosa de enfrentamento às drogas”.

 

 

 

ESTADO DE MINAS

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.