quinta-feira, 8 de Agosto de 2013 10:59h

Parlamentares discutem educação do campo em Minas

Discutir a educação do campo em Minas Gerais, além do funcionamento e da experiência das Escolas Famílias Agrícolas (EFAs) é o objetivo do Debate Público Educação do Campo em Minas Gerais que a Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial realiza na

Discutir a educação do campo em Minas Gerais, além do funcionamento e da experiência das Escolas Famílias Agrícolas (EFAs) é o objetivo do Debate Público Educação do Campo em Minas Gerais que a Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial realiza na próxima sexta-feira (9/8/13), às 8 horas, no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

A reunião, a requerimento dos deputados Rogério Correia e Almir Paraca (ambos do PT), também visa a homenagear os 15 anos do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera) e os 20 anos da Associação Mineira das Escolas Famílias Agrícolas (Amefa).

De acordo com Correia, a importância desse modelo educacional reside no fato de que ele é moldado a partir da história, da cultura, das tradições e da vivência cotidiana da gente do campo. Ao mesmo tempo, é “formulada e reformulada de maneira permanente no fazer diário das comunidades rurais e na produção e troca, dentro do ambiente escolar, de experiências e saberes próprios à vida prática da população campesina”.

Ainda de acordo com o parlamentar, a educação do campo destina-se a garantir aos estudantes, seus familiares e comunidades não só o acesso ao ensino formal regular, “mas que eles vivam, reproduzam e gerem conhecimentos sempre segundo suas culturas e necessidades específicas. Permitindo a manutenção de um modo próprio de estar e de ocupar um lugar no mundo e na vida – o do trabalhador e da trabalhadora do campo”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.