terça-feira, 5 de Junho de 2012 09:01h Flaviane Oliveira

Pedágio sofrerá reajuste à partir da próxima semana

No mês de aniversário de Divinópolis, o pedágio volta a ser reajustado no centro-oeste. A medida foi divulgada neste mês e não tem agradado aos motoristas que precisam passar pelas praças de pedágio todos os dias. De acordo com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), o aumento trata-se apenas de uma condicionante do contrato da Parceria Público Privada da MG 050. O ajuste para o pedágio foi autorizado pela secretaria no final do último mês e passa a ter validade a partir do dia 13 de junho.

 


Atualmente as praças de pedágio estão localizadas em Itaúna no quilômetro 81, em Divinópolis  no quilômetro 140,5 e também na cidade de Formiga no quilômetro 219,9. Outras cidades como Capitólio, Rio Conquista e São Sebastião do Paraíso também contam com uma praça de pedágio na rodovia MG 050.

 

Ainda de acordo com a secretaria, o percentual aplicado será de 2,5%, inferior ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que foi de 5%, referente ao período de abril de 2011 a abril de 2012.  Com o reajuste, a tarifa básica cobrada para os veículos simples de dois eixos, passa de R$ 4,00 para R$ 4,10. Dessa forma, até o dia 13 de junho, a Concessionária Nascentes das Gerais distribuirá folhetos informativos sobre o aumento, aos motoristas, nas seis praças de pedágio, distribuídas nos 371,4 quilômetros da  MG 050. Hoje são cobrados 10 valores de pedágio que cobrem desde motos, até caminhões de seis eixos e o valor pago no pedágio pode chegar a R$24,60.

 

A Nascentes assumiu a responsabilidade pela operação e manutenção do  Sistema MG-050/BR-265/BR-491. De acordo com a concessionária em entrevista anterior, até o momento foram investidos nos trechos de atuação 367 milhões. Com esses recursos, foi possível construir cerca de 35 quilômetros de terceiras faixas em todo trecho.

 

A Concessionária ressaltou ainda o serviço que é prestado aos usuários, sendo seis mil ligações recebidas de usuários por mês, 700 atendimentos mensais de guincho, 2,7 mil atendimentos mensais a usuários na rodovia com o uso de viaturas de inspeção. São realizadas ainda 47 mil pesagens de veículos por mês e 30 atendimentos para remoção de animais nas pistas e outros 7.000 atendimentos mensais aos usuários.

 

PESQUISAS

 

No mês de abril deste ano, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgou estudo sobre a tarifa das rodovias concedidas em todo o Brasil. De acordo com a Secretaria Estadual de Trânsito, o valor pago pelo pedágio em Minas que é de  R$6,46/100 Km é considerado um dos menores no país. Porém, muitos motoristas questionam estes dados e ressaltam que há pontos das rodovias mineiras que ainda não receberam melhorias significativas, mesmo com a implantação do Consórcio.

 


No final do último ano, a Setop realizou uma pesquisa de opinião pública junto com o Instituto Olhar. De acordo com a secretária a pesquisa acabou “revelando a satisfação de 65% dos entrevistados com a rodovia. Entre os pontos positivos destacam-se os serviços prestados pela concessionária - atendimento de socorro, bases de apoio ao usuário e atendimento nos postos de pedágio -, e nas obras as condições de sinalização, asfalto e pavimentação. Em contrapartida, os itens que desagradam é a cobrança de pedágio, qualidade do asfalto e capacidade da via” afirmou a assessoria de comunicação.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.