sexta-feira, 2 de Março de 2012 09:11h Atualizado em 2 de Março de 2012 às 10:14h.

Pesquisa de Hospedagem divulga Minas Gerais como 4° estado com maior número de estabelecimentos de hospedagem e unidades habitacionais

De acordo com a Pesquisa de Serviços de Hospedagem (PSH 2011), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério do Turismo, divulgada na terça-feira, 28, Minas Gerais está entre os estados que lideram ranking de estabelecimentos de hospedagem e unidades habitacionais. Os dados são de 2011. Segundo pesquisa, realizada entre capitais dos 27 estados brasileiros, Belo Horizonte possui cerca de 291 estabelecimentos de hospedagem e 13.353 unidades habitacionais. Por causa dos números, Minas Gerais, representada pela capital, está em quarto lugar de maior participação nos segmentos em território nacional.
Segundo a pesquisa, são considerados estabelecimentos de hospedagem: hotéis, motéis, pousadas e outros (apart-hotéis, pensões, albergues, etc.). Já as unidades habitacionais dizem respeito a suítes, apartamentos, quartos e chalés. Nas duas modalidades as quatro primeiras capitais, com maior participação em âmbito nacional, são, respectivamente, São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Belo Horizonte.
A pesquisa também abrange o total de leitos por capital. São Paulo também lidera o ranking, com 73.488 leitos, que correspondem a 19,7% do total de leitos no país. No Rio são 45.416, com 12,2%, na segunda posição. Já em terceiro, Salvador continua liderando, com 22.366 leitos (6%). Entretanto, Belo Horizonte despenca para a 9ª posição, com 5,1%.
Em relação aos segmentos específicos, Minas Gerais se destaca novamente. Belo Horizonte possui a terceira maior concentração de motéis do país, com cerca de 99 motéis. As primeiras posições são de São Paulo, com 264 estabelecimentos do segmento e Fortaleza, com 110.
Ainda de acordo com a pesquisa realizada pelo IBGE, a maior parte dos estabelecimentos de hospedagem diz respeito às categorias simples (23,2%) e econômica (37,6%). Minas Gerais tem uma grande participação nos dados. Segundo a pesquisa, “possuem a maior rede de estabelecimentos, na categoria econômica, São Paulo (359), Rio de Janeiro (133), Fortaleza (121), Salvador (115) e Belo Horizonte (105). Dentre o total de estabelecimentos da categoria simples, 315 estão localizados em São Paulo, seguido por Salvador (101), Rio de Janeiro (90) e Belo Horizonte (87). Em termos percentuais, têm maior representatividade, nas categorias econômicos e simples, São Paulo (69,3%), Belo Horizonte (66,0%) e Fortaleza (60,7%)”.
A pesquisa ainda indica dados nacionais sobre unidades habitacionais por estabelecimentos. Estabelecimentos com até 19 unidade representam cerca de 27,3%. Entre 20 e 29 unidades, o número cai para 21%. Entre 30 e 49, são 23,1%. E os estabelecimentos com mais de 50 unidades dizem respeito a 28,6%. Minas Gerais se destaca novamente em termos de representatividade, dentro da faixa intermediária, de 20 a 49 leitos, com cerca de 45,8% de participação. Belo Horizonte é antecedida apenas por São Paulo, com 49,6% dos estabelecimentos do segmento, e Fortaleza, com 46,4%.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.