segunda-feira, 14 de Março de 2016 10:33h Agência Minas

Pimentel entrega 155 veículos para a saúde e libera linha de crédito de R$ 100 milhões para hospitais filantrópicos

Foram investidos R$ 6,56 milhões pelo Tesouro Estadual em ambulâncias e outros veículos, beneficiando 112 prefeituras e cinco entidades não governamentais

O governador Fernando Pimentel entregou, nesta segunda-feira (14/3), em Belo Horizonte, 155 veículos para a saúde no estado, entre os quais 17 ambulâncias. Foram investidos R$ 6,56 milhões pelo Tesouro Estadual na aquisição dos veículos que serão entregues para 112 prefeituras e cinco entidades não governamentais de 116 municípios em 11 Territórios de Desenvolvimento de Minas Gerais.

Ainda durante o evento, o governador assinou um despacho governamental definindo como prioridade a liberação de R$ 100 milhões em linhas de financiamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais para a reestruturação de hospitais filantrópicos que, em Minas, são responsáveis por mais de 50% dos atendimentos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

 

 

Em seu discurso, Pimentel destacou a importância do Programa de Doação de Veículos para a atenção à saúde nos municípios. “Estamos totalizando quase 700 veículos entregues e já alcançamos mais da metade das cidades mineiras. Essas entregas são fruto de emendas parlamentares, é por isso que os deputados estão aqui. E a emenda parlamentar, que às vezes é criticada, é muito importante para os municípios”, afirmou.

O governador ressaltou a boa relação do Executivo com o Legislativo. “Essa presença maciça de deputados estaduais e federais nessa cerimônia fala mais alto do que qualquer possível suspeita de que a gente tenha alguma dificuldade com o Legislativo. Ele tem nos ajudado e muito na difícil tarefa de governar Minas Gerais”, ressaltou.

 

 

 

Pimentel defendeu ainda a emenda parlamentar como importante ferramenta para se fazer política. “Nós estamos dando uma demonstração de que, quando feita de forma correta, efetiva, democrática, republicana, transparente, a política produz bons resultados para a nossa sociedade e para aqueles que nós representamos”, completou.

Os veículos foram entregues para municípios dos Territórios de Desenvolvimento Metropolitano, Oeste, Sul, Médio e Baixo Jequitinhonha, Caparaó, Vale do Aço, Mucuri, Mata, Triângulo Norte, Central e Sudoeste. O objetivo é proporcionar qualidade no transporte de pessoas com necessidades de tratamento médico, realização de exames ou de consultas, além de promover a assistência médica de caráter emergencial.

 

 

 

Dos 155 veículos, 17 são Doblô ambulâncias, 83 Fiat Palio, 53 Doblô Essence e dois Ducato minibus. Também receberam veículos as organizações não governamentais Associação Beneficente Paulo de Tarso (Belo Horizonte), Hospital de Cataguases, e Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Presidente Olegário, de Senador Firmino e de Viçosa.

 

 

Crédito

Durante a cerimônia, foram liberados R$ 100 milhões em recursos para os hospitais filantrópicos mineiros que prestem atendimento pelo SUS, possuam mais de 100 leitos e que tenham faturamento bruto anual superior a R$ 10 milhões. A ação é feita pelo BDMG em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

“Essa é uma linha que não existia antes. Estamos seguindo essa linha correta de apoio aos hospitais filantrópicos, que são importantíssimos. Nós temos que ser parceiros deles a todo momento. Em Minas Gerais, mais da metade do atendimento é feito pelos hospitais filantrópicos”, ressaltou Fernando Pimentel, lembrando o período em que trabalhou, enquanto ministro, para que o Governo Federal retomasse o financiamento das Santas Casas para auxiliar o SUS.

 

 

 

O governador reiterou o empenho da administração estadual em superar as dificuldades financeiras para melhorar o atendimento à população. “São dois atos singelos na manhã de hoje que mostram que Minas Gerais tem um caminho para enfrentar as dificuldades. O momento é difícil? É. Tem dificuldades financeiras? Tem.  Tem críticas generalizadas à atividade política? Tem.  Como é que nós respondemos a isso? Fazendo o que nós fizemos aqui hoje, trabalhando com empenho, dedicação, seriedade e humildade para reconhecer as nossas deficiências”, finalizou.

Os hospitais filantrópicos interessados deverão inscrever as suas propostas, até o dia 13 de maio, por meio do preenchimento de formulário que estará disponível no site do BDMG. Para conseguir o financiamento a instituição precisa comprovar ocupação mínima dos leitos do SUS de 50% e fazer parte da Rede de Urgência e Emergência estadual e do Pro-Hosp, programas geridos pelo Governo de Minas Gerais.

 

 

 

Preocupação social

O presidente do BDMG, Marco Aurélio Crocco, acredita que o programa amplia o papel do banco no desenvolvimento do estado. “É importante destacar que esse edital tem papel fundamental porque muda a visão do banco. É um banco preocupado não só com o desenvolvimento econômico, mas com o desenvolvimento social”, disse.

Na avaliação do secretário de Estado de Saúde, Fausto Pereira, o programa permitirá aos hospitais filantrópicos mineiros modificar o perfil do endividamento e, consequentemente, melhorar o atendimento. “Várias Santas Casas têm dívidas com bancos, taxas de juros e prazos diferentes. A ideia é que esses hospitais possam alongar o prazo de pagamento das dívidas, diminuir a prestação mensal que pagam e, assim, ter maior capacidade de caixa”, afirmou.

 

 

Apoio

O presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais (Federassantas), Francisco de Assis Figueiredo, disse que o apoio do Estado é fundamental para garantir a manutenção dos serviços nas unidades. “Estamos prontos para ajudar o serviço público, só precisamos de um braço de apoio, e é o que surge agora com esse financiamento do BDMG. Estamos muito mais fortes para atender a nossa demanda, mas precisamos estar de pé”.

Já o presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel) e prefeito de Vespasiano, Carlos Murta, acredita que a sensibilidade do governador tem ajudado os municípios a enfrentar a crise no país. “Esse ato é de grande significado para Minas Gerais. Com o financiamento do BDMG e com a entrega de carros para a saúde poderemos promover um atendimento melhor aos nossos municípios”, concluiu.

 

 

 

Participaram da cerimônia o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Adalclever Lopes, o presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM) e prefeito de Pará de Minas, Antônio Júlio, o presidente da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Jorge Nahas, secretários de Estado, deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e representantes das áreas da saúde nos municípios.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.