quinta-feira, 6 de Outubro de 2016 12:46h Codevasf

Plantio de mudas em área de nascente marca passagem de 515 anos do São Francisco em Minas

A atividade foi coordenada pelo diretor da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas da Codevasf, Inaldo Guerra, e envolveu a comunidade local

O plantio simbólico de mudas das espécies nativas aroeira, araçá, gonçalves alves e pitombeira no município de Urucuia, Minas Gerais, integrou as ações da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) nesta semana, quando se celebra a passagem dos 515 anos de “descoberta” do rio São Francisco - um feito atribuído aos navegadores Américo Vespúcio, genovês, e André Gonçalves, português. As mudas foram plantadas nos arredores de uma nascente localizada na Fazenda Santa Izabel, situada na microbacia do Córrego Bonito, na sub-bacia do Urucuia.

 

O ato foi coordenado pelo diretor da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas da Codevasf, Inaldo Guerra. “É uma satisfação que estejamos aqui para realizar este ato simbólico. Há uma simbologia bastante significativa no plantio de mudas, nesta data, em uma das nascentes que fazem parte da grande bacia do São Francisco”, afirmou o diretor. “Desde 2004 a Codevasf vem realizando um trabalho de excelência na revitalização do São Francisco, um trabalho que não para, que é contínuo e que tem o envolvimento de muitas instituições”, acrescentou.

 

Como explica Samuel de Paula Silva, analista da Codevasf, o plantio de mudas em áreas de nascentes ajudam a manter cursos d'água formadores da bacia hidrográfica. “A importância de ações como esta é contribuir com os pequenos cursos d'água, que vão formando cursos d'água maiores até caírem no afluente principal”, explicou.

 

O superintendente da Codevasf em Minas Gerais, Aldimar Rodrigues Filho, participou do encontro, assim como uma equipe de técnicos e gestores da Companhia. Ações de educação ambiental foram realizadas durante o plantio das mudas, com representantes da Emater, da Prefeitura Municipal, da Escola Municipal Iracy Lopo Lisboa e dos proprietários da Fazenda Santa Izabel e de fazendas vizinhas.

 

“No dia em que se comemora o descobrimento do rio São Francisco não haveria presente melhor para a bacia do que desenvolver ações de recuperação ambiental acompanhadas de ações de educação ambiental”, ressaltou o gerente de Meio Ambiente da Codevasf, Sérgio Henrique Alves.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.