quinta-feira, 12 de Maio de 2016 13:11h Agência Minas

Plataforma DataViva lança nova versão em evento na UFMG

Ferramenta aberta de pesquisa socioeconômica foi desenvolvida pela Fapemig e pela Sectes e é a maior do país

A maior plataforma de visualização de dados públicos do Brasil foi relançada na tarde dessa quarta-feira (11/5), em cerimônia na Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG. O DataViva é uma ferramenta de pesquisa, criada com o objetivo de disponibilizar dados socioeconômicos aos cidadãos, de forma livre e acessível. O projeto foi desenvolvido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sectes).

Criado em 2010 em conjunto com o MIT Midia Lab, o DataViva disponibiliza mais de um bilhão de visualizações online de dados variados, como atividade econômica, parceiros comerciais, cursos básicos e universidades de todo o país. Reunindo importantes bancos de dados, sua principal função é ampliar o acesso a informações públicas, facilitando a tomada de decisão por parte de empreendedores, agentes de desenvolvimento , estudantes e profissionais.

 

 

 

Mais acesso e interação

Com a reinauguração, a plataforma entre em sua terceira versão, lançando mudanças que facilitam ainda mais o acesso dos usuários e a busca de informações estratégicas. Segundo o coordenador do projeto, Thiago Borges, “o objetivo das alterações é ampliar o uso e a acessibilidade da ferramenta, possibilitando a compreensão de conceitos e dados até então complexos”.

Entre as novidades do novo DataViva está a possibilidade de criação de perfis regionalizados, facilitando a busca por informações específicas, além da pesquisa por perguntas dinâmicas direcionadas ao perfil do público e a construção simplificada de gráficos. Junto a isso, a versão lançada ontem segue a proposta de aumentar a interação com os usuários, a partir de novas abas para publicação de notícias e estudos baseados nos dados coletados na plataforma.

 

 

 

Big Data

Durante a cerimônia de relançamento, foram apresentados também os futuros projetos para a plataforma, entre eles a inclusão de novos aplicativos e outros bancos de dados, como o DataSUS. Em seguida, abriu-se espaço para palestras e debates sobre Big Data, com a presença de Ana Paula Viegas, Gestora de Avaliação Estratégica e Pesquisa da UNIMED-BH; Thoran Rodrigues, Sócio fundador e CEO da BigData Corp; e Nívio Ziviani, professor emérito da UFMG e CEO da Kunumi.

Também estiveram presentes o presidente da Fapemig, Evaldo Vilela, e o subsecretário de Tecnologia e Inovação da Sectes, Leonardo Dias. Para Leonardo, “o DataViva é o resultado do desenvolvimento da ciência e o retrato da força de nossas instituições na geração de soluções práticas para a população a partir da pesquisa. A plataforma, única no país, coloca Minas Gerais no topo do ecossistema de inovação, reforçando o lugar do estado enquanto referência em ciência”.

 

 

 

Apoio à pesquisa

O lançamento do novo DataViva faz parte das comemorações de aniversário da Fapemig, que celebra, este mês, 30 anos de investimentos e incentivo à pesquisa. “A fundação é estratégica para o desenvolvimento de Minas Gerais, por meio do financiamento de bolsas e projetos que colaborem com a sociedade, como é o caso do DataViva. A partir de iniciativas assim, fortalecemos uma das principais armas do estado para gerar emprego e renda, criando resultados para o futuro”, destaca Evaldo Vilela.

A programação dos 30 anos conta também com uma solenidade oficial, que acontece no dia 19 de maio, às 10h, na Cidade Administrativa.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.