terça-feira, 7 de Agosto de 2012 16:03h Gazeta do Oeste

Polícia ouve controlador de voo que é testemunha de acidente aéreo em MG

 O controlador de voo responsável pela comunicação com o piloto no dia do acidente aéreo em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais, prestou depoimento na 2ª Delegacia de Polícia Civil, na tarde desta segunda-feira (6). O desastre, que ocorreu no dia 28 de julho, deixou oito mortos, no total. Dentre as vítimas, estão executivos da empresa Vilma Alimentos.

A Polícia Civil informou nesta teça-feira (2) que o delegado Roni Ervilha Cabral, que preside o inquérito, pretende ouvir mais três testemunhas do caso ainda nesta semana. Funcionários do aeroporto e da pousada que fica no terreno onde a aeronave caiu, além de hóspedes, vão prestar depoimento. Uma das testemunhas deve ser ouvida por Cabral na quarta-feira (8) e outras duas na quinta-feira (9). A assessoria da corporação informou que não vai divulgar o conteúdo das oitivas, pois isto poderia atrapalhar as investigações.

O objetivo do inquérito policial é apurar se houve algum responsável pelo acidente e puní-lo criminalmente. O delegado aguarda o laudo da perícia feita no local do desastre e o laudo técnico da Aeronáutica.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.