quarta-feira, 22 de Abril de 2015 13:27h

Praça aberta ao povo durante a entrega da Medalha da Inconfidência

Cinco mil pessoas acompanharam a homenagem a personalidades que contribuíram para elevar o nome de Minas Gerais

A abertura da Praça Tiradentes para a população, em Ouro Preto, durante a solenidade de entrega da Medalha da Inconfidência, nesta terça-feira (21/4), marcou a volta da participação popular ao evento após anos de restrições quanto ao acesso do público e da comunidade local. Cerca de cinco mil pessoas acompanharam diretamente da praça a entrega das comendas a personalidades que contribuíram, de alguma forma, para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil.
“Isso é a democracia. Essa é uma festa para o povo. Tiradentes fez de tudo para garantir a nossa liberdade, e essa festa havia sido tirada de nós”, comemorou Marilda Antônia de Pádua, moradora de Ouro Preto que se disse feliz ao poder voltar a assistir o evento direto da praça. A moradora esteve acompanhada por sua filha, Dayana Antônia de Pádua, que assistiu a cerimônia pela primeira vez. “É muito gratificante ver a participação do povo em um evento de tamanha importância para a história”, afirmou Dayana.
Cenário de grandes lutas pelo sonho da liberdade, Ouro Preto voltou a ecoar democracia. Além da abertura da solenidade para a comunidade, um telão foi instalado no meio da praça para que todos pudessem acompanhar a cerimônia, que também contou com apresentações musicais. A entrega das comendas foi feita pelo governador Fernando Pimentel e o vice-governador Antônio Andrade.
“A solenidade foi muito bonita. O governador falou de coisas muito importantes em seu discurso. Foi muito interessante poder assistir daqui de perto”, disse Roberto Gomes, de Manhuaçu, que voltou a acompanhar a cerimônia após alguns anos.

Comércio aberto e trânsito livre
Outra importante novidade na cerimônia deste ano foi o funcionamento normal do comércio na região – a critério de cada comerciante. Nas edições anteriores, os lojistas eram impedidos de trabalhar devido às restrições impostas pela organização.
“O acesso ao comércio está melhor do que em outros anos. Agora, as pessoas conseguem entrar nas lojas”, contou Juliano Lopes, que há 17 anos trabalha na Praça Tiradentes.
O planejamento da cerimônia procurou evitar ao máximo a restrição do acesso da população e turistas à praça, inclusive do trânsito de veículos, que ficou liberado até a noite que antecedeu o evento. Dessa forma, a rotina da população não passou por grandes mudanças.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.