quarta-feira, 6 de Junho de 2012 08:53h Mariana Gonçalves

Prato da Casa leva caravana para cidades vizinhas

A caravana do Prato da Casa  estreou em Itapecerica e agora parte em rumo a cidade de Oliveira . De acordo com o responsável pelo evento , Gustavo Bicalho, essa caravana é composta por um grupo de pessoas convidadas por ele e por alguns amigos “ É um grupo que tem uma linha parecida de pensamento e de gosto, então todo mundo gosta de tomar cerveja, toma mundo gosta de frequentar barzinho.” conta Gustavo.

 

VALORIZAÇÃO REGIONAL

 

A intenção de levar o Prato da Casa para as cidades vizinhas,  é para que a gastronomia regional seja valorizada, e o evento realizado em Divinópolis agrega bares regionais. Segundo Gustavo, do mesmo modo como o  Prato da Casa é realizado aqui na cidade será feito em outras localidades. “A gente vai visitar um bar, ficar nesse estabelecimento por volta de uma hora, para conhecer o tira gosto dele, qual é o prato dele. Depois partir para um outro boteco e vamos ficar até o final da noite.” afirma.

 


No circuito do festival em Divinópolis os bares participantes concorrem a prêmios e ao título de melhor prato de tira gosto. A caravana que estará percorrendo as cidades vizinhas não dará premiação aos bares participantes, porém o convite para participar do evento aqui em Divinópolis no ano que vem será feito. “A ideia é que ano que vem a gente realize o evento com 10 bares daqui em Divinópolis e 10 bares da região” completa Gustavo.

 

NOVOS PROJETOS

 

Dentro do Prato da Casa surgiram ideias como a de fazer o Prato Rural, que estreou dentro das festividades da DivinaExpo, de acordo com Gustavo o Prato Rural teve uma excelente aceitação do público divinopolitano. Dos novos projetos que foram testados ainda dentro do Prato Rural na DivinaExpo, um deles é lançar o “ Tapa na Boca”, o nome curioso é definido por Gustavo “Como a festa que não usa pratos para comer”, a comida é colocada  na mão e a pessoa leva à boca para comer. Revivendo a essência rústica dos tropeiros antigos. “O pessoal ia fazendo a comida e servia e comia na mão, que era coisa  que era em meio da cavalgada, ou de levar a boiada de uma região para outra. Durante esse tempo,na hora do lanche, era o tapa na boca mesmo para aguentar até chegar à parada de descanso ou ao destino”afirmou.

 

LANÇAMENTO

 

Está previsto ainda este ano o lançamento da festa gastronômica “Tapa na Boca”, Gustavo diz que ainda não há uma data fechada para o lançamento desse evento. Mas que em breve ele será realizado. A novidade é que junto com o lançamento desse evento,  a música  sertaneja também ganhará espaço.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.