quinta-feira, 4 de Dezembro de 2014 05:07h Atualizado em 4 de Dezembro de 2014 às 05:16h.

Preço de imóveis dispara em Divinópolis

Consumidor busca opções mais viáveis e de qualidade

Comprar um imóvel de qualidade hoje em Divinópolis, com boa localização, infraestrutura adequada e com serviços necessários ao dia-a-dia, é um exercício de paciência que nem sempre é bem sucedido. Em um bairro mediano, com calçamento poliédrico, longe da região central e sem serviços de qualidade, lotes de 300 metros quadrados não saem por menos de R$ 150 mil e podem chegar a valores ainda muito superiores, mesmo não estando bem localizados.
A exemplo de cidades que tiveram crescimento desordenado e rápido, nas décadas de 1980 e 1990 Divinópolis sofreu com a especulação imobiliária e os reflexos são sentidos hoje, com bairros sem infraestrutura, ruas sem nenhum tipo de pavimentação, serviços totalmente deficitários, sem escolas nas proximidades, um sem fim de problemas.
Essa situação foi um dos fatores responsáveis pelos valores astronômicos cobrados hoje por imóveis que estejam minimamente bem situados. Entretanto, os valores fogem das condições financeiras de boa parte das famílias que sonham com a casa própria.

 

 

INFLAÇÃO
No caldo da especulação imobiliária encontra-se de tudo: imóveis caros em áreas desvalorizadas, o esmagamento de comunidades que já existem por condomínios fechados que vêm se instalar e aumentar o custo de vida para as outras famílias. Essa especulação, que nada mais é do que a compra e venda de imóveis e terrenos que movimenta altas quantias de dinheiro, só traz benefícios para quem realiza as transações financeiras. O mesmo não acontece para quem sofre as consequências.
O mercado de imóveis e terrenos em Divinópolis está inflacionado e quem deseja construir encontra ainda mais dificuldades. Os preços cobrados pelos lotes em regiões de melhor localização ultrapassam as possibilidades de quem quer ter a casa do seu jeito. Comprar uma casa já finalizada quase sempre não realiza o sonhos das famílias. Construir a moradia é o grande desejo de todos que ainda não conseguiram realizar esse sonho.
Entretanto, construir em Divinópolis nos dias de hoje é praticamente inviável para famílias de classe média. Comprar o terreno, arcar com material de construção e mão de obra saem geram custos que extrapolam o orçamento. Um levantamento realizado através dos sites de empresas especializadas na comercialização de lotes em Divinópolis, mostrou que os valores para a aquisição de um terreno são o grande entrave para quem quer construir a própria moradia.
A título de exemplo, um lote de 312 metros quadrados, que está sendo negociado no bairro Nossa Senhora da Conceição, sai a R$ 150 mil. No mesmo bairro, outro lote de 240 metros quadrados, é negociado a R$ 140 mil. O bairro, embora tenha infraestrutra adequada, está longe de hospitais, não tem farmácias e supermercados e está a mais de oito quilômetros da região central.
Já no Manoel Valinhas, bairro com estrutura mediana, porém mais próximo da região central, um lote de 300 metros quadrados sai a R$ 148 mil. No mesmo bairro, outro lote com a mesma medida, é negociado a R$ 220 mil. Em bairros mais destacados, como é o caso do Sidil, um lote de 280 metros quadrados, sai a R$ 410 mil.

 

 

SOLUÇÃO
Como se vê, lotes em regiões mais favoráveis de Divinópolis, estão supervalorizados. São áreas já atingidas por poluição, com problemas graves de infraestrutura, mas que estão em localizações mais favoráveis, porém comprar um terreno nesses bairros só mesmo para quem tem um excelente saldo financeiro.
Diante dessas dificuldades, muita gente de Divinópolis está optando em continuar trabalhando na cidade, mas residindo em seu entorno, buscando qualidade de vida em distritos, como Santo Antônio dos Campos e São José dos Salgados e cidades vizinhas, especialmente Carmo do Cajuru, destino de muito cidadão divinopolitano. É o caso da radialista Celinha Andrade, que deixou Divinópolis há sete anos, para residir em Carmo do Cajuru. “Vim para cá em busca de qualidade de vida, sossego e tranquilidade. Encontrei pessoas amáveis que olham dentro dos seus olhos para te desejarem um alegre bom dia!”, conta.
O ritmo pacato da vizinha cidade e o jeito interiorano de seus moradores é o que mais agrada a radialista. “Gente que não tem pressa de se enricar e sim de viver e bem. Nenhum semáforo na cidade. Nada de batidas feias, às vezes alguns ladrõezinhos de galinha. Todo mundo conhece todo mundo e todos se ajudam mutuamente. Senhoras que sentam nas portas das casas ao cair da tarde, proseando com vizinhas, enquanto seus maridos não chegam”, conta Celinha Andrade entusiasmada. “A cidade é patrulhada 24 horas por dia e não existe um ser, sequer, que não seja atencioso e prestativo, em se tratando de resguardar vidas. Aqui não se fala em corrupção, boca-de-fumo, e outras atrocidades”, acrescenta.

 

 

 

OPORTUNIDADE
A oportunidade de concretizar o sonho da casa própria, em um local que oferece todas as condições de vida saudável, como mostra o depoimento da radialista Celinha Andrade, chega para os divinopolitanos e moradores da região. A ATR Construtora, uma das empresas mais respeitadas no mercado imobiliário mineiro, lança um loteamento no Residencial Vitória, em Carmo do Cajuru, com preços que cabem no orçamento das famílias que buscam o sonho da casa própria.
O loteamento fica no Residencial Vitória, localizado em uma região privilegiada de Carmo do Cajuru, já com toda infraestrutra necessária e de alta qualidade, incluindo ruas asfaltadas e redes pluvial e de esgoto. Várias famílias já residem no local e podem atestar a qualidade de vida que encontraram.
O interessado em adquirir um lote nesse local privilegiado, com preços que chegam até a 70% abaixo dos valores praticados em Divinópolis, terão grande oportunidade nos dias 12, 13 e 14 próximos. A ATR Construtora realizará um grande leilão de lotes nesses dias e o evento ocorrerá no próprio Residencial Vitória, dando oportunidade ao comprador de ver de perto toda a infraestrutura que é oferecida.
Serão negociados lotes a partir de 300 metros quadrados em condições especiais. Comprando à vista, haverá descontos que poderão chegar a 20%. O parcelamento também será facilitado e o interessado poderá financiar o terreno com parcelas a partir de R$ 344,00 mensais.
Quem quiser antecipar a compra pode também procurar o plantão de vendas à Alameda das Gameleiras, nº 50. Maiores informações pelo telefone (37) 3202-3659.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.