quinta-feira, 14 de Janeiro de 2016 10:49h ALMG

Preços de carnes em açougues de BH sobem 1,55%

Levantamento do Procon da Assembleia, realizado nos dias 11 e 12 de janeiro, comparou preços de 37 produtos

Os preços das carnes nos açougues de Belo Horizonte subiram, em média, 1,55%. É o que mostra pesquisa do Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada nos dias 11 e 12 de janeiro. O levantamento comparou preços de 37 produtos e constatou que 25 deles sofreram aumento no preço médio, enquanto 12 tiveram redução.

 

Nas variações por grupo, os cortes bovinos tiveram um aumento de 1,89% em 17 itens pesquisados, com destaque para a picanha, que aumentou 4,21%. Nos cortes de frango, houve um aumento de 0,46% em 11 itens, e a carne suína teve uma queda de 0,07% em 9 itens pesquisados. Os maiores aumentos da carne bovina foram detectados nas regiões Leste (12,52%) e Barreiro (7,16%).

 

A carne suína que registrou a maior redução foi a suã especial (-4,41%). Mas, o Procon Assembleia orienta que o consumidor fique atento, pois esse corte apresentou uma grande variação de preço entre os açougues pesquisados (204,08%). As maiores baixas de preço ocorrem nas regiões da Pampulha (-24,92) e Norte (-14,15%). O corte suíno que registrou o maior aumento foi o pernil com osso (4,18%).

 

De acordo com a pesquisa, a carne de frango teve aumento geral de 0,46%. O corte que registrou o maior aumento foi a asa (4,31%). As maiores altas foram encontradas nas regiões Norte (12,35%) e Nordeste (9,43%). Também nesse caso, vale a pena comparar porque há diferenças de preços entre os estabelecimentos. As maiores variações foram encontradas no corte da coxa (85,84%) e no coração de frango (82,65)

 

O Procon orienta que o consumidor deve ficar atento também quando for comprar salsicha a granel. O produto registrou uma grande variação de preço (122,00%), devido à diferença entre as marcas pesquisadas, o que altera sua qualidade e o valor do quilo.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.