sábado, 26 de Abril de 2014 07:25h

Primeira fase do MOVE Metropolitano entra em operação neste sábado

Sistema vai beneficiar mais de 35 mil usuários de seis municípios com mais conforto e agilidade; implantação começa pela Estação São Gabriel.

Mais de 35 mil usuários do transporte metropolitano vão poder viajar com mais conforto e agilidade. Os ônibus do MOVE Metropolitano (nome oficial do sistema Bus Rapid Trafic – BRT) começam a circular no terminal São Gabriel a partir de zero hora deste sábado (26/04). Esta é a primeira fase de implantação do sistema que vai beneficiar seis municípios da região metropolitana. Passageiros de Caeté, Jaboticatubas, Nova União, Sabará, Santa Luzia e Taquaraçu de Minas serão transportados das linhas alimentadoras que sairão destes municípios até o terminal e, de lá, para pontos centrais de Belo Horizonte e para Contagem.

O usuário não pagará nada a mais para usar o MOVE. Para isso, basta que utilize o cartão Ótimo. Quem pegar um ônibus de uma linha alimentadora rumo ao terminal vai pagar a passagem na origem e depois passará o cartão na roleta só para que o sistema reconheça o pagamento feito anteriormente e libere o acesso.

O MOVE Metropolitano é um sistema tronco alimentador de transporte coletivo de passageiros e chega ao Vetor Norte da região metropolitana, começando a operar a partir do terminal São Gabriel. O deslocamento das linhas troncais (que vão até o centro de Belo Horizonte) será feito pela pista exclusiva da Avenida Cristiano Machado, onde estão instaladas estações de transferência para o embarque e desembarque de passageiros.

A inauguração do MOVE faz parte do programa “Terminais Metropolitanos” que o Governo de Minas está implantando, por meio da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), com o objetivo de promover uma reformulação no transporte público da Grande BH. Quando o MOVE estiver completamente implantado, vai atender 14 municípios do Vetor Norte, beneficiando as populações de Caeté, Capim Branco, Confins, Jaboticatubas, Lagoa Santa, Matozinhos, Nova União, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, São José da Lapa, Taquaraçu de Minas, Vespasiano e Sabará.

Próximas etapas

No mês de maio entrarão em operação os terminais Vilarinho, Morro Alto, São Benedito e Justinópolis. O trajeto será feito pelos corredores das avenidas Cristiano Machado, Antônio Carlos e Pedro I. As linhas troncais terão como destino, além das áreas central e hospitalar de Belo Horizonte, a região do Vila da Serra, em Nova Lima, e a Cidade Industrial, em Contagem.

As linhas que terão como destino o terminal Bernardo Monteiro, na área hospitalar, terão seus pontos finais na Avenida dos Andradas e na Rua Ceará, até que o terminal seja concluído no ano que vem.

Os terminais São Benedito e Justinópolis entrarão em operação com estações móveis e desmontáveis adaptadas até que as estruturas definitivas fiquem prontas em 2015. Estas estruturas móveis serão reutilizadas posteriormente em outros locais.

O Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip - atual rodoviária de Belo Horizonte) será transformado no Terminal Metropolitano Central. As obras de adaptação vão começar quando o prédio for liberado pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Terminal São Gabriel

Duas linhas troncais partirão do terminal São Gabriel, uma direta e outra paradora. Essas linhas seguirão pela Avenida Cristiano Machado com destino à área central de BH, com pontos de parada na Avenida Santos Dumont, entre as ruas Espírito Santo e Bahia. Outras duas linhas troncais radiais estão previstas para a Cidade Industrial, em Contagem, uma trafegando pela Via Expressa e outra pela Avenida Amazonas.

Demais terminais

O projeto da Setop contempla 12 terminais metropolitanos. Destes, sete estarão ligados ao sistema MOVE: São Gabriel, Vilarinho, São Benedito (Santa Luzia), Justinópolis (Ribeirão das Neves), Bernardo Monteiro (área hospitalar), Morro Alto (Vespasiano) e Tergip (atual rodoviária).

Os outros cinco terminais metropolitanos são: Cidade Industrial e São Joaquim (ambos em Contagem), Sarzedo, Ibirité e Jardim Colonial (Ribeirão das Neves). Apesar de não operarem com a tecnologia do MOVE, esses municípios também terão o transporte para Belo Horizonte reestruturado para funcionar com linhas troncais e alimentadoras.

Redução de veículos e de tempo

Com a entrada em operação do terminal São Gabriel, a expectativa da Setop é que haja uma melhora significativa no trânsito da capital. A frota que passava pelo terminal com direção ao centro era de 117 ônibus e vai ser reduzida para 25 veículos. Além disso, após a implantação total do sistema, a Setop estima que cerca de 700 veículos deixem de circular na área central de Belo Horizonte, o que deve ocasionar uma redução no tempo de viagem no percurso completo entre as linhas troncais e alimentadoras.

O MOVE Metropolitano terá 288 novos ônibus em operação nos corredores das avenidas Cristiano Machado e Antônio Carlos/Pedro I, sendo 115 articulados (com capacidade para 144 passageiros e 18,3 metros); 154 padrons misto (ônibus maiores que os convencionais, com capacidade para 100 passageiros, 13.5 metros, e porta dos dois lados) e 19 padrons BRT convencionais (com dimensões iguais às do misto, mas com porta do lado esquerdo).

 

Tarifas do MOVE Metropolitano

O usuário continuará pagando o mesmo valor pago atualmente do seu município até o centro de BH, para isso, basta que utilize o Cartão Ótimo recarregável. As gratuidades previstas em lei serão mantidas.

Nos cinco primeiros dias de operação do MOVE Metropolitano, os cobradores dos ônibus das linhas alimentadoras instruirão os usuários sobre as mudanças e venderão o Cartão Ótimo no valor da tarifa ou com valores de R$ 10 e R$ 20. Estes cartões são recarregáveis.

“Depois de completamente instalado e em pleno funcionamento, todo o sistema poderá mostrar qualidades que atraiam os motoristas da região que se deslocam de carro para o trabalho, em função da qualidade, eficiência e praticidade, além da economia ao deixar o veículo próprio em casa e optar pelo transporte público”, comentou o subsecretário de Infraestrutura da Setop, Diogo Prosdocimi.

Onde obter mais informações

Os usuários podem obter informações detalhadas sobre o novo sistema no LIG Minas pelo telefone 155 (opção 6) ou no site www.movemetropolitano.mg.gov.br.

Eles também serão orientados por 114 monitores que estarão distribuídos entre as estações de transferência ao longo da Cristiano Machado, no terminal São Gabriel, na estação Santos Dumont (na região central) e nas quatro linhas alimentadoras que foram fundidas.

Estão sendo distribuídos folhetos explicativos em vários pontos de circulação do MOVE. Os cobradores das linhas alimentadoras foram treinados para repassar informações aos passageiros. Além disso, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitanos (Sintran) repassará os detalhes sobre a comercialização do cartão Ótimo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.