quarta-feira, 11 de Junho de 2014 07:37h

Primeiras famílias assentadas contratam Minha Casa em Minas

Os primeiros 35 contratos do Minha Casa Minha Vida Rural, em Minas Gerais, foram assinados, na última sexta-feira (06).

Os primeiros 35 contratos do Minha Casa Minha Vida Rural, em Minas Gerais, foram assinados, na última sexta-feira (06), entre agricultores do assentamento Paulo Faria, criado pelo Incra no município de Prata, no Triângulo Mineiro, e a Caixa Econômica Federal.

Para o superintende do Incra/MG, Danilo Araújo, o ato ocorrido na Câmara Municipal do município representa o início de um trabalho que vai dar mais qualidade de vida aos assentados. “Este é um marco importante para a superintendência por se tratar das primeiras famílias assentadas do estado a assinarem os contratos junto a Caixa visando o acesso à moradia digna”, enfatiza

Os assentados vão realizar um sonho de mais de dez anos. “Após tanto tempo vivendo em barracos, de tantas experiências negativas, já tínhamos perdido a esperança de termos uma casa. Não tem como medir a emoção, só vendo o clima gostoso que está no Paulo Faria”, comemora Clemilda Bueno, presidente da Associação dos moradores.

O Minha Casa Minha Vida substitui os créditos concedidos pelo Incra para a construção de moradias. O valor do programa é R$3,5 mil superior ao crédito Aquisição de Material de Construção anteriormente concedido, que totalizava R$25 mil. Outros R$2,5 mil poderão ser adicionados para a construção de cisternas na região do sertão mineiro.

Para moradias já construídas em assentamentos poderão ser liberados R$17,2 mil a título de reforma. Os assentados enquadram-se no grupo com maior subsídio governamental, tendo de arcar com apenas 4% dos recursos concedidos.

Os beneficiários da Reforma Agrária foram incluídos no MCMV a partir da Portaria Interministerial No. 78, publicada no Diário Oficial da União (DOU), em fevereiro de 2013.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.