quinta-feira, 14 de Janeiro de 2016 10:43h ALMG

Produtos de supermercado têm aumento de 1,88%

Procon Assembleia pesquisou preços em 16 supermercados da RMBH, entre dezembro de 2015 e janeiro deste ano

Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em 16 supermercados da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) apontou que, entre os meses de dezembro de 2015 e janeiro deste ano, houve um aumento de 1,88% no preço médio dos produtos. Entre os 159 itens pesquisados, 99 tiveram aumento, 56 apresentaram redução e quatro produtos não sofreram variações de preço.

 

Os produtos de alimentação foram os que mais contribuíram para o aumento médio geral de preços, seguidos pelos itens de limpeza e de higiene. No geral, os produtos alimentícios tiveram um aumento de 2,01% e as principais elevações foram constatadas no preço do feijão carioquinha tipo 1 Galante, de 1 quilo (14,98%), e no achocolatado Nescau, de 400 gr (11,71%).

 

Nos itens de limpeza, os aumentos mais expressivos foram para as águas sanitárias Brilhante Multiuso, de 2 litros (14,09%), e Santa Clara, de 2 litros (11,28%). No geral, esses produtos tiveram aumento de 1,83%.

 

Já os produtos de higiene, que apresentaram aumento médio de 1,35%, as maiores altas foram no preço do papel higiênico Personal Vip Neutro, de oito unidades, folha dupla (12,90%), e no sabonete comum Palmolive, de 90 gr (4,69%).

 

Reduções - Os produtos de supermercado que tiveram reduções de preço mais expressivas foram o óleo de soja Soya, de 900ml (6,97%); o papel higiênico de 30 metros Personal Neutro, de 8 unidades, folha simples (5,95%); e o desinfetante Pinho Bril, de 500 ml (16,64%).

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.