segunda-feira, 6 de Agosto de 2012 14:05h Gazeta do Oeste

Professores da Ufba se reúnem com reitora e decidem continuar em greve

Os professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) se reuníram com a reitora da instituição Dora Leal Rosa, na manhã desta segunda-feira (6) para discutir o encaminhamento da greve na unidade. De acordo com o professor Jair Batista, um dos responsáveis pelo comando de greve, o grupo protocolou um documento solicitando condições de trabalho para os docentes da universidade.
"Existem demandas em termos de gestão que a universidade quer mudar, uma delas é o aumento da carga horária, que sai de 8h para 12h. Nós informamos à reitora que os docentes não tem como cumprir esse novo horário em sala de aula já que nossa jornada também contempla o trabalho além sala de aula, como correção de provas, elaboração de projetos, análise de trabalho de conclusão, entre outros", informou Batista. O professor disse ainda que o grupo solicitou à instituição que as contas de todos os departamentos sejam transparentes e que mais verba pública seja inserida em ações de pesquisa e extensão para que se possa comprar novos equipamentos para laboratórios e novos livros para integrar as bibliotecas.

O professor disse ainda que não aceita as mudanças salarias assinadas na última sexta-feira (3) durante reunião em Brasília. Ele informou ao G1 que a categoria irá se reunir para decidir esta questão na tarde da terça-feira (7), no auditório da Escola de Arquitetura da instituição.
O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Ufba e foi informada que somente no fim da tarde irá se pronunciar sobre a reunião.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.