segunda-feira, 4 de Novembro de 2013 11:18h

Programa Saúde da Mulher Servidora apresenta nova videoaula

Aspectos psicológicos da saúde da mulher é o terceiro assunto abordado pelo programa

Para que a mulher possa cuidar de si, é importante reconhecer como os aspectos biológicos, psicológicos e socioculturais interferem na nossa saúde. Pensando nisso, o Programa Saúde da Mulher Servidora abordou este tema em sua terceira videoaula. O conteúdo dessa e das outras aulas estão disponíveis no hotsite http://www.planejamento.mg.gov.br/videos-sobre-prevencao

“Para falar sobre os aspectos psicológicos da saúde da mulher, a aula trata sobre os desafios da conciliação entre família, maternidade e trabalho e o impacto na saúde psicológica da mulher. A aula traz ainda temas como envelhecimento, depressão, variações de humor e a responsabilidade de cuidar de si e de outros”, explica a superintendente Central da Perícia Médica e Saúde Ocupacional da Seplag, Mirelle Gonçalves.

Programa

Desenvolvido pela Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional (SCPMSO) da Seplag, em parceria com o Canal Minas Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), e com a Escola Magistra, da Secretaria de Estado de Educação (SEE), o programa oferece videoaulas com assuntos relacionados à promoção da saúde e à prevenção de doenças.

Até agora já foram publicadas três aulas tratando de temas como Cuidado de si; Aspectos físicos da saúde da mulher e Aspectos psíquicos da saúde da mulher, dentro da abordagem sobre o Autoconhecimento. Além das aulas, por meio do site do programa, as servidoras têm acesso a informações úteis à saúde da mulher atualizadas periodicamente. Também é possível que as servidoras contribuam com a atualização de dados, como rede de apoio à saúde da mulher, indicando instituições de todo Estado que prestam serviços gratuitos.

Mulheres no Estado

O Governo de Minas conta com 211.617 servidores, deste total 169.901 são mulheres, um percentual de 80% de todo o funcionalismo estadual. “É importante sermos proativas e agir sempre pensando na prevenção de problemas de saúde. Levar informação para estas mulheres, que são a maior parte do capital humano do Governo de Minas, é um grande passo para a prevenção”, finaliza Mirelle Gonçalves.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.