sexta-feira, 1 de Abril de 2016 12:31h Agência Minas

Projeto de game mineiro disputa uma vaga para a final da Microsoft Imagine Cup

Final brasileira do evento mundial de empreendedorismo acontece entre os dias 26 e 28 de abril, em Belo Horizonte

O ‘Sonho de Jequi’, jogo criado por uma equipe de Minas Gerais, está entre os nove projetos de todo o país selecionados para a final brasileira da Imagine Cup, a copa do mundo de tecnologia promovida anualmente pela Microsoft. Nos dias 27 e 28 de abril, eles disputam uma vaga para representar o Brasil na competição mundial, que acontece em Seattle, nos Estados Unidos.

A fase brasileira será sediada pela primeira vez em Belo Horizonte, por meio de parceria entre a Microsoft e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes). Durante dois dias, os times selecionados vão compartilhar experiências, apresentar seus projetos e receber avaliações dos jurados, divididos em três categorias: games, inovação e cidadania.

 

 

 

 

Copa de tecnologia

A Imagine Cup é uma competição mundial que busca promover a tecnologia por todo o mundo. Criado pela Microsoft, o programa é voltado para estudantes e tem como objetivo fornecer oportunidades e incentivar o uso da criatividade.

Em times de até quatro integrantes de disciplinas variadas, os participantes inscreveram projetos de aplicativos, jogos e soluções diversas, capazes de mudar a forma como vivemos, trabalhamos e jogamos.

 

 

 

O programa é realizado em diversos países e pela internet, selecionando representantes que participam da etapa principal da competição, realizada na sede da Microsoft, em Seattle, nos Estados Unidos. Na final nacional, todos os projetos finalistas são defendidos em apresentações individuais.

Após avaliação da banca julgadora, são anunciadas as três equipes (uma de cada categoria) que passam por uma nova avaliação, que define o representante brasileiro da competição. O projeto vencedor da etapa mundial recebe um prêmio de US$ 50 mil, mentoria e uma vaga em um programa de aceleração.

 

 

 

Inovação à mineira

Em sua 14ª edição, a Imagine Cup vai realizar a final brasileira em Belo Horizonte, recebendo os estudantes finalistas a partir do dia 25. Segundo o Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa, o fato de o evento ser sediado na capital mineira demonstra o potencial do estado no ambiente de inovação brasileiro.

 

 

 

 

“A iniciativa da Sectes de trazer a Imagine Cup para Minas Gerais nos coloca em destaque no ecossistema e dá continuidade ao calendário de eventos de inovação que será promovido durante todo o ano. O Estado estará representando o Brasil diante do mundo, reforçando nossa vocação para o empreendedorismo e posicionando o estado como um bom lugar para se inovar”, afirma.

Comprovando a força de Minas Gerais no cenário de inovação, uma das nove finalistas brasileiras nasceu no estado e vai concorrer à vaga brasileira na competição pela categoria games. O ‘Sonho de Jequi’ é um projeto desenvolvido por alunos da Pontifícia Universidade Católica (PUC Minas) e tem como objetivo mostrar a realidade do Vale do Jequitinhonha, região localizada no nordeste do estado. Desenvolvido pela equipe mineira Tower Up Studios, o jogo se baseia em um personagem chamado Jequi, que precisa coletar o máximo de água possível, desviando dos obstáculos.

 

 

 

De acordo com Ramon Coelho de Souza, um dos idealizadores e programadores do jogo, seu grande diferencial é mostrar a realidade de uma região que sofre com a seca, através de sua própria arte. “O ‘Sonho de Jequi’ dá ao jogador a oportunidade de vivenciar um pouco da cultura do Vale do Jequitinhonha, além de permitir doações que poderão ajudar as pessoas que vivem na região”, afirma o integrante da equipe.

O game foi todo feito em aquarela e conta com músicas criadas por artistas do Vale. Além de levar a cultura da região para todo o mundo, a equipe vai reverter parte da renda dos downloads para projetos que busquem reduzir os impactos da falta de água.

“Mais do que o prêmio em dinheiro, vemos na Imagine Cup uma oportunidade de dar visibilidade para um cenário de dificuldades e mostrar que há várias formas de se ajudar quem precisa”, reforça Ramon.

 

 

 

Desafio

O ‘Sonho de Jequi’ vai disputar com outros três projetos brasileiros na categoria games durante o evento em Belo Horizonte, e, se for escolhida, concorre com os finalistas das outras duas categorias pela vaga para representar o Brasil na competição principal. A equipe que sair vitoriosa na etapa brasileira terá a responsabilidade de defender o troféu, já que a campeã da competição mundial em 2015 foi a equipe brasileira que criou o app eFitFashion, voltado para o mercado da moda. Além do prêmio em dinheiro, ela recebeu mentoria especializada da CEO da Microsoft, Saty Nadella.

 

 

 

Confira a lista com as nove equipes selecionadas para a final brasileira:

Categoria Games:

- Sonho de Jequi (PUC Minas - Belo Horizonte)

- Do a Barrel Throw (UNESP - Bauru)

- Crab Wave (ETEPAM/UFPE - Recife)

Categoria Inovação:

- Echo Sense (PUC RS/UFRS - Porto Alegre)

- WIT Box (UNISOSIESC - Joinville)

- Dreampper (UNITAU - Taubaté)

Categoria Cidadania:

- Bridge (USP - São Paulo)

- AppDemia (FAESA - Vitória)

- Omni (UNIVILLE - Joinville)

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.