quinta-feira, 7 de Maio de 2015 10:17h

Projeto Olho Vivo é mais um aliado na luta contra o aumento da criminalidade

Prefeitura entrega sete câmeras de alta definição, instaladas nas principais ruas do centro de Mateus Leme, para monitoramento em tempo integral

A Polícia Militar abriu as portas do quartel para apresentar, na manhã desta quarta-feira, dia 06, a sala de operações onde estão instalados os receptores das câmeras do projeto Olho Vivo. Autoridades municipais e representantes de associações de segurança pública participaram do encontro que oficializou a conclusão da primeira fase do programa de vídeo-monitoramento das ruas do centro de Mateus Leme. O próximo passo é assinar o convênio que vai autorizar o município a ceder profissionais que farão a ronda do maior corredor econômico-financeiro do   município.

Participaram do encontro o prefeito de Mateus Leme, Marlon Guimarães, o presidente da Câmara Municipal, vereador Cristiano Leonardo Oliveira,  o juiz da Comarca de Mateus Leme, Eudas Botelho, o promotor de Justiça, Almir Geraldo Guimarães, o comandante de Polícia Militar, Tenente Giovanni Aparecido da Nóbrega, acompanhado de membros da Diretoria de Tecnologia e Sistemas da Polícia Militar, o delegado de Polícia Civil, Fábio Moraes Werneck, o presidente da Associação Comercial de Mateus Leme (Aciaps) e secretário municipal de Administração, Marcus Júnior Diniz, o presidente do Conselho de Segurança Pública e ouvidor municipal, Moacir Eustáquio de Souza e a representante da Associação de Participação Popular (APP), Ailza Santos.

Projeto Olho Vivo implantado pela Prefeitura é aprovado pela Polícia Militar
As imagens geradas pelas câmeras do projeto Olho Vivo já ajudam a Polícia Militar a atuar preventivamente contra a criminalidade no centro de Mateus Leme. E na última quarta-feira, dia 06, elas se tornaram mais uma aliada das autoridades no trabalho de manutenção da segurança pública no município.



PM espera redução da criminalidade com operacionalização do projeto Olho Vivo
A Polícia Militar de Mateus Leme espera reduzir em até 20% os índices de criminalidade no centro da cidade com a operacionalização projeto do Olho Vivo, apresentado hoje às autoridades. A expectativa é que o monitoramento em tempo integral das ruas do centro da cidade iniba a ação marginal e aumente a sensação de segurança da sociedade.


Consep e Associação de Participação Popular de Mateus Leme destacam vantagens do “Olho Vivo”
O Conselho de Segurança Pública de Mateus Leme (Consep) destacou como positivo o início da operacionalização do projeto Olho Vivo, nas ruas do centro da cidade. O vídeo-monitoramento do principal corredor econômico do município - reivindicação antiga de moradores e comerciantes – foi destacado também pela Associação de Participação Popular (APP).
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.