segunda-feira, 21 de Outubro de 2013 05:03h

Qualificação profissional para egressos do sistema prisional é realidade em Governador Valadares

Quinze ex-detentos se preparam para trabalhar na construção civil por meio de curso promovido pela Seds

Quinze ex-detentos do sistema prisional mineiro se preparam para trabalhar na construção civil. Eles estão frequentando um curso profissionalizante em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, para atuarem como pedreiro. Terraplanagem, fundação e armação são alguns dos assuntos estudados. Com a duração de três meses, a previsão é que as aulas, divididas entre a prática e a teoria, sejam encerrem em dezembro deste ano.

O curso é oferecido pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), por meio do Programa de Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional (Presp), da Coordenadoria de Prevenção à Criminalidade. A iniciativa também conta com a parceria da Rede Cidadã – entidade sem fins lucrativos que, através do desenvolvimento de projetos sociais, busca a promoção da cidadania junto a instituições públicas e privadas.

A oferta de aulas nesse ramo foi uma demanda dos próprios ex-detentos. “Nós aplicamos um questionário para descobrir qual era a preferência dos egressos atendidos aqui em Governador Valadares”, explica a gestora do Centro de Prevenção à Criminalidade do município, onde funciona o programa, Marcelina Martins Alves.

A coordenadora do Presp no Estado, Daniela Tiffany, destaca que cursos como esse têm dois objetivos. Um é capacitar o egresso para a atuação em determinada profissão, evitando a reincidência criminal e dando a ele uma oportunidade de entrar para o mercado de trabalho. O outro é oferecer ao ex-detento que sabe aquele ofício um certificado de comprovação, aumentando sua qualificação profissional. “Alguns já exerciam uma atividade específica antes de entrarem para o sistema prisional, mas não tinham um diploma”, ela esclarece.

Esse é o caso de Alessandra Alves dos Santos, 36, que já trabalhava como ajudante de pedreiro antes de entrar para o sistema prisional. Para ela, o curso será uma excelente oportunidade de qualificação. “Eu já estou contratada em uma empresa, inclusive com carteira assinada, como auxiliar, mas depois de receber o certificado de conclusão, a minha função vai mudar e vou ter aumento de salário”, conta.

Outras iniciativas

Além da capacitação em construção civil, o Centro de Prevenção à Criminalidade de Governador Valadares disponibiliza para os egressos seis modalidades de oficinas. Entre elas, pintura, grafite, música e dança. Somente neste ano, 60 ex-detentos terão passado por cursos profissionalizantes no Estado. Em Montes Claros e Uberaba, as aulas oferecidas serão de mecânica.

Presp

O programa trabalha com os indivíduos que sofreram processos de cerceamento de liberdade. Seu objetivo é diminuir as exclusões e estigmas decorrentes dessa experiência, promovendo condições para a retomada da vida em liberdade, buscando o distanciamento do egresso das condições que provoquem a reincidência criminal. O Presp é desenvolvido em diversas regiões do Estado nos Centros de Prevenção à Criminalidade.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.