segunda-feira, 19 de Maio de 2014 05:05h

Reformas e ampliações reforçam ações de tempo integral em escolas estaduais

Secretaria de Estado de Educação inaugurou nesta sexta-feira (16/05) intervenções na rede física de unidades de ensino do Sul de Minas e do Vale do Rio Doce

Ensino regular em um horário e atividades complementares no contraturno escolar. As ações de tempo integral nas escolas estaduais Dona Nhanhá, no município de Bom Jesus do Galho, e José Bonifácio, em Poço Fundo, ganham reforço com as obras de reforma realizadas pela Secretaria de Estado de Educação (SEE). Com um investimento total de R$ 216.101,38, as intervenções na rede física dessas escolas foram inauguradas nesta sexta-feira (16/05) e vão beneficiar cerca de 820 alunos do ensino fundamental.

Com a obra, a Escola Estadual Dona Nhanhá, que oferece atendimento em tempo integral a 100% dos seus estudantes, passa a contar com duas novas salas, uma de aula e uma de informática. Para a realização da obra o investimento na escola foi de R$ 50.331,40. “Os alunos gostam daqui, tanto que temos 100% de frequência. Com a reforma, o nosso espaço ficou melhor para realizar as atividades do Proeti (Projeto Educação em Tempo Integral). Temos oficinas de artesanato com pinturas e bordados. Nossa escola também conta com uma horta suspensa, onde plantamos em garrafas pet”, explica a diretora da escola do Vale do Rio Doce, Sônia Júlia de Oliveira.

Welington de Souza Isaias é um dos 86 alunos atendidos pela instituição do Vale do Rio Doce e estuda nela desde o 1º ano do ensino fundamental. “A escola ficou mais bonita, está linda. Nós fazemos muitas atividades aqui, além do artesanato, nós temos oficinas de dança com hip hop e axé”, diz o estudante que, atualmente, cursa o 9º ano do ensino fundamental na escola localizada na zona rural de Bom Jesus do Galho.

José Bonifácio

No Sul de Minas, os alunos da Escola Estadual José Bonifácio ganharam uma sala multiuso e uma quadra para a prática do badminton. O espaço será o local para as aulas de judô, de música e os ensaios da Banda Marcial José Bonifácio, que conta com a participação de 75 alunos. Para a obra foram investidos R$ 165.769,98. “Antes, os materiais utilizados nas aulas de judô eram guardados em um galpão. Então, o professor gastava um bom tempo para a montagem e desmontagem do tatame. Hoje a aula rende mais, porque o tatame já fica montado na nova sala. Os ensaios da banda também eram comprometidos, porque os alunos tinham que ensaiar na quadra e isso causava barulho. Então, esses momentos eram realizados sempre no horário em que a escola não tinha aula”, lembra a diretora, Rita de Cássia Silva da Costa.

Gabriel Silva participa das duas atividades oferecidas pelo Projeto Educação em Tempo Integral, da Secretaria de Estado de Educação. Enquanto no judô ele coleciona títulos como o bicampeonato mineiro (48 e 53 kg), na música ele arrisca seus primeiros sons no saxofone. “Pratico judô há dez anos, comecei em outro local e hoje faço na escola. Mas nas aulas de música, eu comecei este ano. Estou tendo aulas de saxofone para pegar as músicas e participar da banda. Agora, com a sala, o espaço para os treinos e os ensaios ficou maior”, conta o aluno do 9º ano. No total, a escola atende 834 alunos do ensino fundamental.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.