segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014 04:51h

Reinventando o Ensino Médio: alunos que participaram da primeira turma se formam

No total 1,3 mil estudantes, de 133 escolas de todo o Estado, concluem etapa neste fim de ano

Nesse fim de ano, pela primeira vez, formam-se alunos da rede que fizeram todo o ensino médio dentro da iniciativa da secretaria que propõe uma ressignificação desse nível de ensino, o Reinventando o Ensino Médio. Depois de terem disciplinas de áreas de empregabilidade, como Comunicação Aplicada, Turismo, Tecnologia da Informação, esses alunos saem mais preparados para dar continuidade aos seus estudos e enfrentar o mercado de trabalho.

Se o curso deles tinha uma proposta diferente, a formatura também é assim. Os alunos da Comunicação Aplicada, no 2º ano, estudam a organização de eventos e, em muitas dessas escolas, foram os alunos do 2º ano que organizaram a cerimônia dos alunos do 3º.

Foi assim na Escola Estadual Professora Inês Geralda de Oliveira. Os alunos do 2º ano do ensino médio receberam convidados, ajudaram os formandos a se prepararem para receberem o diploma e deram todo o apoio durante a formatura. “Eles estudaram isso no 1º ano e, no 2º, começaram a praticar. Tivemos também outros eventos que contaram com a participação deles e, assim, eles vão aprendendo na prática”, explica o diretor da escola, Frederico Maximiliano Vieira dos Santos.

Bruna Nepomuceno de Paula Lima participou da organização. Além desse evento, ela participou do cerimonial da formatura dos alunos da turma da Educação de Jovens e Adultos (EJA). “Algumas coisas que tivemos que fazer, a professora tinha falado antes, mas outras nós só descobrimos como fazia na hora. Gostei muito de ver o trabalho na pratica”, conta a aluna.

Na Escola Estadual Professora Inês Geralda de Oliveira, 93 alunos se formaram. No total, 1,3 mil estudantes, alunos das escolas que participaram do projeto piloto do Reinventando o Ensino Médio em Belo Horizonte, se formam neste fim de ano.

Raquel Marina de Queiroz é uma desses alunos. Ela fez o ensino médio na Escola Estadual Professora Inês Geralda de Oliveira e gostou da experiência diferente que teve nesses três anos. “As saídas técnicas nos possibilitaram conhecer novos lugares. Fomos a Ouro Preto, Diamantina, a Gruta da Lapinha e São João del-Rei”.

Agora, Raquel está no mercado de trabalho. A ideia é estudar para um concurso público e, quando passar, investir na educação superior. “O turismo me ajudou bastante na comunicação com as pessoas”, conta Raquel, que acredita que está mais preparada para o que vem por aí por causa do Reinventando.

Reinventando o Ensino Médio

O Reinventando o Ensino Médio foi criado em 2012. Inicialmente, 11 escolas de Belo Horizonte participaram de um projeto piloto. No ano seguinte, outras 122 escolas de todo o Estado passaram a ofertar as disciplinas das áreas de empregabilidade. Em 2014, o Reinventando o Ensino Médio foi universalizado e agora todas as escolas que ofertam esse nível de ensino estão inseridas na iniciativa.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.