sexta-feira, 26 de Julho de 2013 11:20h

SAMU de Itaúna completou 5 anos de atividades

Reduzir o número de óbitos, o tempo de internação hospitalar e as sequelas decorrentes da falta de socorro. São baseadso nestes e em outros princípios que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU, completa 5 anos de atuação em Itaúna.

Reduzir o número de óbitos, o tempo de internação hospitalar e as sequelas decorrentes da falta de socorro. São baseadso nestes e em outros princípios que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU, completa 5 anos de atuação em Itaúna. Inaugurado em julho de 2008, quase 25 mil pessoas já foram beneficiadas, em procedimentos de urgência e emergência de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, ginecológica, obstétrica e de saúde mental. É respónsável também pela intermediação, através da central de regulação, pelas transferências inter-hospitalares de pacientes graves.

“É um importante serviço de atendimento pré-hospitalar. Somos a única cidade da macrorregião, que é composta por 54 municípios, a contar com o serviço. O cidadão é o maior beneficiado com este tipo de serviço”, destaca o Diretor Técnico do SAMU de Itaúna, Clelton de Faria Pacheco, que trabalha há três anos e meio no setor.


Balanço positivo

O balanço de 5 anos de atividades comprova a importância da atuação do SAMU em Itaúna. Foram 147.504 ligações recebidas desde a implantação. Deste total, 49.870 eram apenas orientações e informações via telefone. Em relação aos atendimentos realizados pela Unidade de Suporte Básico (USB), com atuação apenas de técnicos de enfermagem, o número chega a 20.975. Já a Unidade de Suporte Avançado (USA), com médico e enfermeiros, atendeu 3023 pacientes. Os casos clínicos são os de maior ocorrência, com 45,62% das chamadas, seguido por traumas, com 17,02% e psiquiátricos, com 4,01%. Uma preocupação é o alto número de trotes que o serviço recebe, acumulando neste tempo de instalação na cidade 16.660 registros.

“Os números mostram a importância do SAMU para a cidade. Qualquer investimento que fazemos ainda é pequeno quando salvamos vidas e colaboramos para evitar prejuízos à saúde do cidadão. Aproveito e parabenizo também a toda equipe pelo grande trabalho realizado neste período”, destaca a Secretária de Saúde, Ângela Gonçalves.


Programação Comemorativa

Em comemoração ao aniversário de 5 anos, o SAMU realizará atividades especiais na próxima quinta-feira, 1º de agosto. Confira a programação:

16h30 – Plantio de árvores com crianças da comunidade

17h50 – Abertura oficial

15h – Dinâmica de motivação

19h – Entrega de certificados

19h30 – Coquetel


Estão progarmados também a realização de cursos de capacitação pelos profissionais do SAMU em datas e locais ainda a serem definidos.


Registro Histórico e SAMU Itaúna

O serviço surgiu na França, em 1986. Em francês, seu nome é Service d'Aide Médicale d'Urgence, dando origem à sigla SAMU. No Brasil chegou em 2003, como parte da Política Nacional de Atenção à Urgências. É mantido pelo Governo Federal, em parceria com Governos Estaduais e Prefeituras, com a finalidade de oferecer o atendimento pré-hospitalar à população. O projeto piloto do SAMU brasileiro aconteceu em Porto Alegre e em Ribeirão Preto. A rede nacional SAMU 192 conta com aproximadamente 155 serviços, presentes em todos os estados e no Distrito Federal.

Em Itaúna, é mantido pelo Município e com contrapartida da União. O SAMU funciona 24 horas, com equipes de profissionais de saúde, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores-socorristas. Atualmente conta com uma Unidade de Suporte Avançado (USA) e duas Unidade de Suporte Básico (preconizados pelo Ministério da Saúde). Oferece cursos em parceria com a Universidade e outras escolas, além de desenvolver o programa Amigos do SAMU, em parceria e apoio da comunidade.

Devido aos importantes resultados obtidos, Itaúna se credenciará para ser sede regional do serviço (o SAMU atenderá regiões e não mais apenas cidades como atualmente). Com isto a sala de regulação ficaria aqui e as ambulâncias (mais veículos) em pontos estratégicos dos municípios que compõe a regional. Dentre os benefícios estaria a diminuição de custos (que serão divididos entre as cidades beneficiadas) e aumento nos recursos para melhoria nos atendimentos e serviço.

“Com a implantação do SAMU, houve um grande aprimoramento nos atendimentos as urgências e emergências do município e nas rodovias próximas à região. Contamos inclusive, nos casos de maior complexidade, com o apoio aeromédico do batalhão de operações aéreas (BOA) do SAMU de Belo Horizonte. Com isso, nestes 5 anos, trabalhamos no sentido de diminuir a mortalidade das vítimas e de agravos à saúde”, conta o médico regulador Philippe Barros, integrante da equipe do SAMU Itaúna desde a inauguração.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.