segunda-feira, 3 de Junho de 2013 10:30h Agencia Minas

Secretaria de Saúde anuncia medidas para ampliar assistência farmacêutica

O objetivo é garantir assistência de qualidade e mais conforto para quem necessita receber medicamentos fornecidos pelo SUS

Na manhã desta quarta-feira (29), durante visita técnica ao Núcleo de Assistência Farmacêutica (Naf) da Superintendência Regional de Saúde de Belo Horizonte (SRS-BH), o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge Marques, anunciou várias medidas que visam melhorar e agilizar o atendimento aos usuários. O objetivo é garantir assistência de qualidade e mais conforto para quem necessita receber medicamentos fornecidos pelo SUS, além de possibilitar o ambiente de trabalho adequado para os funcionários, facilitando os processos de distribuição de medicamentos e insumos.

Entre as medidas, o secretário anunciou a intenção de separar o atendimento aos pacientes de Belo Horizonte dos pacientes da Região Metropolitana de Belo Horizonte, além de ampliar a entrega de medicamentos em domicílio, hoje restrita aos pacientes portadores de asma grave, doença pulmonar obstrutiva. Outra medida é a digitalização dos processos, o que aumentará a área útil do local onde se concentra a distribuição de medicamentos. E, ainda, a criação de ambiência, a ampliação do número de guichês, o que vai melhorar o acolhimento.

Localizada na Avenida Brasil, nº 688, bairro Funcionários, a farmácia atende a cerca de 42 mil usuários de todas as partes do Estado. A grande demanda é do município de Belo Horizonte. A maioria do público atendido são pessoas com doenças crônicas, como Alzheimer, Osteoropose, Dislipidemia e Mal de Parkinson.

A reforma, iniciada em setembro de 2012, trará benefícios para o atendimento ao cidadão e solucionará problemas no espaço físico, que estará mais adequado para receber o aumento da demanda. Além disso, o espaço ganhará uma estrutura melhor para armazenar os medicamentos e insumos, o arquivamento documentos e acomodações de funcionários. A estrutura física ganhará novos forros, pisos serão trocados, adaptações de banheiros para deficientes, novo mobiliário de atendimento ao público, climatização, troca de parte elétrica e rede de dados.  

Dos usuários atendidos na farmácia, 63,48% são de Belo Horizonte; 8,92%, de Contagem; 4,45%, de Betim; 3,38%, de Ribeirão das Neves; 2,72%, de Santa Luzia; 1,86%, de Ibirité; 1,73%, de Sabará; 1,51%, de Nova Lima; 1,02%, de Vespasiano; e 10,93% de demais municípios – menos de 1% cada. Especificamente em BH, os dados apresentam a distribuição de medicamentos por regional: Centro Sul (6.552 = 20,61%), Noroeste (3.959 = 12,45%), Nordeste (3.868 = 12,17%), Barreiro (3447 = 10,84%), Leste (3381 = 10,63%), Oeste (3063 = 9,63%), Venda Nova (2.803 = 8,82%), Norte (2370 = 7,45%) e Pampulha (2353 = 7,40%).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.