terça-feira, 26 de Maio de 2015 13:32h

Sedinor autoriza construção de 92 sistemas de abastecimento de água no semiárido mineiro

O sistema Sedinor/Idene autorizou, por meio do programa Água para Todos, o início das obras de construção de 92 sistemas simplificados de abastecimento de água, beneficiando cerca de 2.813 famílias em comunidades rurais de 36 municípios do semiárido mineiro.

O Programa Água para Todos se destina a promover a universalização do acesso à água em áreas rurais para consumo humano e para a produção agrícola e alimentar, visando ao pleno desenvolvimento social e à segurança alimentar e nutricional de famílias em situação de vulnerabilidade.

Basicamente, os sistemas simplificados de abastecimento de água são compostos de captação, adutora, unidade de tratamento; reservação e distribuição. Cada unidade tem um custo médio de R$130 mil, podendo beneficiar até 40 famílias.

Atualmente, já estão sendo definidas as fontes de produção de água nas localidades contempladas e, paralelamente, feito um cadastramento das famílias, que recebem, também, noções para o consumo racional e uso correto da água.

Os recursos financeiros para execução das obras são provenientes do programa Água para Todos, uma parceria com o Governo Federal, e somam 10,5 milhões de reais.

Os municípios contemplados nesta etapa do programa são: Almenara, Araçuaí, Bandeira, Bonito de Minas, Cachoeira de Pajeú, Capitão Enéas, Catuti, Cônego Marinho, Coronel Murta, Cristália, Curral de Dentro, Espinosa, Francisco Sá, Gameleiras, Grão Mogol, Jacinto, Jaiba, Mamonas, Manga, Mata Verde, Medina, Miravânia, Monte Azul, Nova Porteirinha, Pai Pedro, Patis, Riacho dos Machados, Rio Pardo de Minas, Salinas, Santa Cruz de Salinas, São João da Ponte, São João das Missões, Virgem da Lapa, Verdelândia e Taiobeiras.

Benefício chegará a mais municípios

O convênio para implantação dos sistemas simplificados de abastecimento de água foi firmado entre a Sedinor e o Ministério da Integração Nacional, em 2012. O valor é de aproximadamente R$ 83,6 milhões, para implantação de  516 unidades de abastecimento.

Do total conveniado, apenas quatro sistemas havia sido concluídos.  "Desde o primeiro dia da nossa gestão na Sedinor, estamos buscando agilizar todos os processos para a conclusão das ações que estavam paralisadas. Estamos trabalhando para que, até o final deste ano, todas as obras deste convênio sejam autorizadas.  Vamos otimizar os recursos e garantir que o benefício chegue ao maior número de famílias possível. E assim, quem sabe, consigamos atingir o nosso objetivo maior que é acabar com o abastecimento de água por meio de caminhões-pipa no semiárido mineiro, melhorando a vida das famílias que convivem com a seca", declarou o secretário da Sedinor, Paulo Guedes.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.