sábado, 17 de Maio de 2014 07:34h

Sedinor e Idene analisam ações e lançam Plano Estratégico de Integração do Norte e Nordeste

Encontro com os Servidores do Sistema Sedinor/Idene reuniu, ainda, principais gestores e diretores regionais nesta sexta-feira (16/05), na Cidade Administrativa.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor) e o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) promoveram, nesta sexta-feira (16/05), na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, em Belo Horizonte, o Encontro com os Servidores do Sistema Sedinor/Idene.

O objetivo foi avaliar os desafios e resultados dos principais programas, como Água para Todos, Leite pela Vida e Travessia Nota 10, analisar o quadro climatológico de 2014 para as regiões atendidas e lançar o Plano Estratégico de Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (PESI-NNE), que visa apontar diretrizes de planejamento das ações públicas nessas regiões, a médio e longo prazos.

Conduzido pelo secretário de Estado Raimundo Benoni Franco, sob a forma de conversa e dinâmica de grupo, com possibilidade de participação geral, o evento reuniu os servidores da sede e os gestores da Secretaria e do seu braço operacional (Idene), incluindo os diretores regionais, no Auditório Juscelino Kubitschek. Também participaram do evento o secretário-adjunto de Estado da Sedinor, Bruno Alencar, e o diretor-geral do Idene, Samir Carvalho Moysés.

Meta traçada

“As pessoas são os mais importantes ‘elementos’ do evento e do Sistema Sedinor/Idene, para alcançarmos a nossa meta de mudar a realidade dos vales do Jequitinhonha, Mucuri, Rio Doce e do Norte de Minas, por meio do desenvolvimento sustentável. Por isso, queremos incentivar que cada servidor sinta-se partícipe desse caminho a ser percorrido. Bom que tenhamos equipe multidisciplinar, que deverá enxergar a região a partir do olhar dos seus moradores”, afirmou Raimundo Benoni, que expôs a sua visão quanto ao aspecto organizacional para 2014 e o legado que pretende deixar na Secretaria.

O secretário Raimundo Benoni destacou, ainda, que o significado e a missão da Sedinor são claros: “Precisamos elevar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos 258 municípios do Norte e Nordeste do Estado, reduzindo desigualdades para alcançar indicadores de qualidade de vida superiores à média nacional, por meio de ações que envolvam sinergias para intervenções estruturantes junto a outras secretarias e outros órgãos estaduais, como Setop, SEE, SES, Sedru e Sedese, além da iniciativa privada”, reforçou.

Geração de renda

Atuar para promover o desenvolvimento e a geração de renda per capita é outro objeto traçado pelo Governo de Minas, por meio da Sedinor. “Esse será o foco do trabalho para as regiões da área de abrangência da Secretaria”, explicou Benoni, que citou também os principais programas que apontam nessa perspectiva: o Água para Todos, cuja meta é promover a universalização do acesso à água, pressuposto e fator de estímulo à ampliação das cadeias produtivas em geral, trazendo maior dinamismo econômico à região; o Leite pela Vida, que atua nos eixos básicos de redução da vulnerabilidade social, combatendo a fome e a desnutrição entre gestantes, nutrizes, crianças e idosos, além do estímulo à cadeia produtiva do leite, incluindo a agricultura familiar; e o Travessia Nota 10, que tem o objetivo de erradicar o analfabetismo entre jovens, adultos e idosos, a fim de abrir as possibilidades do mundo da educação.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.