terça-feira, 24 de Março de 2015 10:52h Atualizado em 24 de Março de 2015 às 10:57h. Lorena Silva

Seletiva do concurso Minas Top Models em Divinópolis registra mais candidatas do que em BH

Das 186 meninas de 14 a 28 anos que participaram, aproximadamente 20 devem seguir para a próxima etapa

Na manhã do último sábado, a fila formada em frente ao River Palace Hotel, no centro de Divinópolis, reunia dezenas de meninas atrás de um único objetivo: ser a próxima modelo de Minas Gerais. Na fila, as candidatas aguardavam o início da seletiva do concurso Minas Top Models – disputa que além de Divinópolis, já passou por Belo Horizonte e vai visitar outras oito cidades mineiras ao longo do ano.
Realizado pela agência House The Model’s Agency, em parceria com a TV Alterosa, o concurso contou com 186 inscrições em Divinópolis, mais do que o registrado na própria capital. Das 186 meninas, 72 foram pré-selecionadas durante a seletiva – sendo que aproximadamente 20 serão definidas até hoje pela organização do concurso e seguem para a terceira etapa.
Na próxima fase, as candidatas fazem o curso de modelo e manequim com profissionais do mercado e passam por produção e execução dos primeiros ensaios fotográficos e filmagens. Em seguida, na quarta etapa, elas participam do programa TV Verdade, da TV Alterosa, com desfile ao vivo transmitido para todo o estado. Já a grande final será realizada em setembro, quando duas candidatas de cada cidade mineira disputam o grande prêmio de R$ 5 mil em dinheiro e outros R$ 5 mil em contratos de trabalho.

 

SELETIVA
O salão que reuniu as quase 200 meninas para uma primeira avaliação era um misto de nervosismo e expectativa de seguir em frente no sonho. De dez em dez, as candidatas foram avaliadas pela banca de jurados, formada pela modelo internacional Carol Lagamba, o escritor Lucas Machado, o apresentador do programa TV Verdade, Ricardo Carlini e a miss Belo Horizonte, Ludmila Werneck.
Além disso, o diretor da House TMA, Jorge Ribeiro, e a divinopolitana Amanda Gontijo - que é modelo da agência House TMA e também ex-participante do Big Brother Brasil (BBB) - auxiliaram no julgamento, que utilizou como parâmetro de análise algumas questões como a idade das candidatas, a postura, a desinibição durante uma pose fotográfica e o desenvolvimento ao desfilar por uma passarela.
Durante a avaliação da modelo Carol Lagamba, outros detalhes também foram observados. “Eu avalio como elas se comportam em um ambiente diferente. Cada ambiente pede um tipo de atitude diferente. Então essa era a hora delas mostrarem todos os atributos, beleza, cabelo, sorriso, simpatia. Porque às vezes uma menina é muito bonita, mas não tem nada cativante. Então para mim já perdeu”, explicou.

 

PRÉ-SELECIONADAS
Após a avaliação, a equipe de jurados se reuniu para definir as que seguiriam para a próxima etapa. Segundo Jorge, em Belo Horizonte a equipe escolheu cerca de 20 meninas, mas em Divinópolis a escolha foi mais difícil e o número acabou passando de 70. “Foi difícil. Tem muita menina bonita aqui. A verdade, é que ficamos surpreendidos. Divinópolis já tem fama de ser um celeiro de mulheres bonitas, um celeiro de misses. Mas a gente não estava arriscando que tivesse tanta menina bonita”, relatou o diretor.
Já Amanda Gontijo, já esperava que a escolha fosse complicada. “Eu só não imaginava que teriam tantas meninas bonitas. A questão da beleza, a questão da simpatia na passarela, isso foi primordial para a escolha das meninas. Desejo sorte, porque são meninas bonitas. Com certeza elas vão estourar no mercado da moda, não só em Minas, como no Brasil inteiro. E quem sabe fora né?”, desejou.
Se destacar no mundo da moda é só o que espera a estudante Sophia Menezes Silva, de 14 anos, uma das pré-selecionadas para a próxima fase. “Desde pequena, eu sempre quis ser modelo, mas antes tinha aquele padrão do tamanho e quando eu tinha dez anos eu parei de crescer. Quando me falaram que não influenciava muito a questão da altura, eu resolvi tentar”. Como diferencial, ela acredita que duas coisas foram primordiais para ter sido escolhida. “Meu cabelo e meu estilo. Eu fui a mais diferente daqui. Todo mundo veio com uma calça apertada e eu vim com uma saruel, super diferente.”

 

Crédito: Lorena Silva

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.