sexta-feira, 18 de Setembro de 2015 11:57h

Semana Nacional do Trânsito incentiva conscientização da responsabilidade do motorista

DER alerta que o desafio das autoridades é estimular a direção defensiva. Motoristas imprudentes fazem vítimas em Minas Gerais

Um motorista consciente de sua responsabilidade no trânsito. Essa é a ideia da Semana Nacional de Trânsito, que este ano traz a campanha “Seja Você a Mudança no Trânsito”.
Entre esta quinta-feira (17/9) e a próxima terça-feira (22/9), uma série de atividades serão planejadas em todo país para incentivar comportamentos mais responsáveis entre motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas.
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que, para cada morte, há 16 feridos e destes 6 têm sequelas irreversíveis.
“Já temos legislação que conduz a fiscalização. O desafio é que cada um de nós escolha a direção defensiva para não ter que arcar com as consequências dos acidentes”, diz Rosely Fantoni, coordenadora da Gerência de Educação para o Trânsito do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG). “O preço muitas vezes é a perda da vida”, arremata.
A publicitária Angelina Torres viveu o problema. Há dois anos, o marido e um tio morreram em um acidente na BR 262 “Uma ultrapassagem proibida mudou a minha vida. O responsável foi punido e eu também, porque perdi parte da minha família. Por isso, muito cuidadosa ao dirigir” desabafa.
Agora Angelina participa de grupos fechados de familiares de vítimas de crimes violentos para superar a dor. Para ela, a ação de um motorista irresponsável é criminosa.
Segundo estatísticas da Secretaria de Estado de Defesa Social, de janeiro a junho de 2015, houve redução de 19,1% de acidentes de trânsito com vítimas fatais em Minas Gerais, comparado com o mesmo período do ano passado. O número total de acidentes de trânsito caiu 6,7% no primeiro semestre de 2015.
O resultado dos acidentes no trânsito apresenta uma conta alta para a sociedade, com os gastos públicos na recuperação dos acidentados,  além de prejuízos emocionais para as famílias atingidas.
Segundo o Data SUS, anualmente são gastos cerca de R$ 28 bilhões em internação, tratamento e seguro de cobertura de acidentados no trânsito em todo Brasil.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.