terça-feira, 2 de Junho de 2015 11:12h

Servidores do Ipsemg aceitam proposta do Governo e encerram a greve da categoria

Texto foi aprovado pela maioria absoluta dos servidores presentes à Assembleia, que ocorreu em Belo Horizonte nesta sexta-feira (29/5)

Em Assembleia Geral realizada nesta sexta-feira (29/5), os servidores do Ipsemg aceitaram a proposta de abono enviada pelo Governo de Minas Gerais e encerraram a grave da categoria. A proposta foi aprovada pela maioria absoluta dos servidores presentes à Assembleia, que ocorreu na portaria do Hospital Governador Israel Pinheiro, em Belo Horizonte.
O texto aprovado define que as carreiras de Auxiliar de Seguridade Social e de Técnico de Seguridade Social vão receber abono total de R$ 190. O Analista de Seguridade Social terá um incremento de R$ 145. Por sua vez, o Médico da Seguridade Social receberá um adicional de R$ 80.
Como próxima medida, o Governo de Minas Gerais vai encaminhar o Projeto de Lei à Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Após aprovado o Projeto de Lei, o abono será pago mensalmente aos trabalhadores a partir do primeiro mês subsequente à data de publicação.
De acordo com a proposta, a incorporação do abono às tabelas de vencimento básico será feita em duas parcelas, sendo 50% em outubro de 2015 e 50% em fevereiro de 2016. Destaca-se que o abono vai ser estendido a todas carreiras do Ipsemg, incluindo os servidores aposentados. Atualmente, o Ipsemg possui 5.591 servidores, sendo 3.249 ativos e 2.342 inativos.
A proposta aprovada ainda inclui: o abono no ponto dos servidores que participaram das assembleias nos dias 25 e 29 de maio; o pagamento da diferença da GPMO dos Analistas – Dentistas, dos meses de maio e abril de 2015, em folha suplementar, até 20 de junho de 2015; a instituição de um Grupo de Trabalho para revisar as carreiras dos servidores do Ipsemg; e o compromisso do Governo de Minas Gerais de resgatar a identidade profissional dos servidores.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.