quarta-feira, 13 de Novembro de 2013 10:55h

Setor de saúde de Minas Gerais é reforçado com 539 novos veículos

Governador entregou, nesta quarta-feira, automóveis e micro-ônibus, que vão colaborar nas ações administrativas dos municípios e no transporte de pacientes

Centenas de veículos que colaborarão com serviços de saúde pública começam a rodar hoje por toda Minas Gerais. O governador Antonio Anastasia entregou, nesta quarta-feira (13), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, 539 novos veículos para área, que vão beneficiar cerca de 450 municípios de todas as regiões do Estado. Ao todo, são quase R$ 32 milhões de investimentos do Tesouro do Estado destinados para o setor. Prefeitos, vereadores e secretários municipais estiveram presentes no evento, quando receberam as chaves dos veículos. São 426 automóveis e 113 micro-ônibus que vão ajudar as prefeituras e os consórcios intermunicipais nas ações de saúde pública.

“Estamos dando sequência ao trabalho iniciado há muitos anos, que significa dotar nossos municípios de meios para atuar na área da saúde pública. Os Estados têm o dever de colaborar com os municípios e, dentro dos nossos investimentos na área da saúde, há um segmento muito importante que é o de transporte. Tanto transporte para as secretarias municipais de saúde como também, com grande destaque, o programa que vem dando muito certo, que é o transporte feito pelos Consórcios Intermunicipais para aquelas pessoas que necessitam de alguns tratamentos especializados. A intenção é, cada vez mais, levar conforto e qualidade de vida ao cidadão do interior de nosso Estado”, destacou Anastasia.

Os automóveis vão colaborar com as ações administrativas das secretarias municipais no contato com os cidadãos e nas ações do dia a dia do setor, diretamente nos municípios. Todas as regiões do Estado estão contempladas nesta entrega.

Já os micro-ônibus são destinados para o transporte de pacientes, no atendimento a usuários que necessitam de deslocamentos intermunicipais, realizados por ônibus fornecidos pelo Estado e operados pelos municípios em rotas predefinidas, controladas por satélites. Eles também transportam profissionais da saúde e amostras de exames de patologias clínicas. Os ônibus são confortáveis, com 26 lugares, equipados com poltronas reclináveis, ar-condicionado, TV e DVD. Os micro-ônibus foram entregues para os Consórcios Intermunicipais de Saúde (CIS).

“É natural que cidades de certo porte não tenham ainda um atendimento completo de medicina, a chamada média e alta complexidade. Minas tem muitos municípios e muitos deles são pequenos, é natural que, na necessidade de um atendimento mais complexo por um centro médico com mais recursos, o paciente seja levado às cidades polo ou, eventualmente, à capital. O caso do Consórcio Intermunicipal é uma construção muito inteligente porque uma cidade do Consórcio tem a hemodiálise, a outra tem UTI, a outra tem um tratamento relativo a uma determinada doença. O veículo transporta entre as cidades, que, normalmente, são próximas, especialmente aqueles doentes crônicos, que podem ter o atendimento, portanto, perto de sua casa, mas sem onerar demais o sistema”, explicou Anastasia.

O prefeito de Além Paraíba, Fernando Donzeles, enumerou diversos programas realizados pelo Governo de Minas em favor dos municípios e falou da importância desses investimentos para o interior do Estado. “O governador Anastasia tem buscado, com sua competência e dedicação, atender a todos de modo republicano, fazendo com que todos os recantos de Minas Gerais tenham muitas ações do Estado. O Governo de Minas se debruça sobre as necessidades dos mais longínquos rincões de nossa terra levando programas que atendam a necessidade de melhorar a qualidade de vida da população mineira”, afirmou.

Sistema Estadual de Transporte em Saúde

O Sistema Estadual de Transporte em Saúde (Sets), criado pelo Governo de Minas em 2005, é um dos instrumentos mais importantes para a interiorização da oferta da Saúde no Estado. O secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge, explicou a importância do programa dentro da estratégia de saúde definida em Minas Gerais. “Inovamos em todo o Brasil. Hoje o Sets, esse componente eletivo dos micro-ônibus, tem respaldo da Organização Pan-Americana da Saúde, é um case publicado como exemplo para outros Estados e outros países do nosso continente como uma ação racional exitosa. E ele tem tudo a ver com o Choque de Gestão, porque conseguimos fazer mais com menos e com muito mais qualidade e segurança para o cidadão. Podemos comemorar porque esse ano já ultrapassamos 8 milhões de usuários transportados pelos micro-ônibus cedido aos Consórcios de Saúde. É um número muito expressivo”, afirmou.

Dos 113 micro-ônibus, 49 irão para seis consórcios que estão implementando agora o sistema de transporte (Centro Nordeste, com sede em Guanhães; Microrregião de Caratinga; Bacia do Rio Urucuia e Noroeste de Minas, com sede em Arinos; Sudoeste Mineiro, com sede em São Sebastião do Paraíso; Sul Mineiros, com sede em Varginha; e Vale do Rio Grande, com sede em Uberaba). Atendendo a 48 municípios, a entrega beneficiará uma população de cerca de 1,3 milhão de pessoas. O investimento para esta ação é de R$ 9,2 milhões em veículos e quase R$ 400 mil em convênios para estruturação do serviço.

Outros 47 veículos serão destinados à substituição de frota em consórcios que já têm mais de sete anos de implantação. Os automóveis irão para os Consórcios da Microrregião do Vale do Piranga (12), com sede em Ponte Nova; de Especialidades (8), com sede em Bicas; Alto Rio Grande (9), com sede em Santo Antônio do Amparo; Médio Mucuri (8), com sede em Águas Formosas; e Portal do Norte (10), com sede em Bocaiúva, que também atenderá a microrregião de Montes Claros. Para renovação da frota estão sendo investidos R$ 8,8 milhões.

Outros 17 veículos irão para municípios de oito consórcios que já participam do Sistema Estadual de Transporte em Saúde para ampliação do projeto, beneficiando novos municípios, com investimentos de R$ 3,2 milhões.

Ao todo, com o sistema, os investimentos chegam a R$ 21,7 milhões na compra dos veículos e no investimento em estruturação do serviço (os planos de trabalho). De 2005 a 2012, foram entregues 506 micro-ônibus a 48 Consórcios Intermunicipais de Saúde que gerenciam o programa em 61 regiões de saúde do Estado. Foram investidos, neste período, mais de R$ 104 milhões, com cobertura de mais de 8,1 milhões de habitantes em 520 municípios.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.