segunda-feira, 4 de Janeiro de 2016 09:13h Atualizado em 4 de Janeiro de 2016 às 09:14h. Agência Minas

Sine oferece 1.400 vagas de emprego em Minas Gerais

Oportunidades são para cargos com vencimentos de um a dez salários mínimos. Governo intensifica qualificação

Para quem quer iniciar uma nova etapa profissional neste início de ano, o Sistema Nacional de Emprego está com várias oportunidades de emprego abertas. Nesta segunda-feira, primeiro dia útil de 2016, as unidades do Sine em Minas Gerais oferecem cerca de 1,4 mil vagas de emprego com salários que variam de um a dez salários mínimos.

As oportunidades são em diversas áreas. Aquelas com exigência de ensino médio, fundamental ou fundamental incompleto incluem operador de caixa, padeiro, recepcionista, mecânico montador, recepcionista, encarregado de supermercado, bombeiro hidráulico, borracheiro e cobrador de transporte coletivo.

Entre as vagas para cargos com maiores salários estão engenheiro ambiental, engenheiro civil, médico veterinário, farmacêutico, nutricionista, técnico em manutenção de equipamento de informática, técnico em segurança do trabalho, técnico em enfermagem, gerente administrativo e diretor de marketing.

 

 

Colocações

Apesar da retração econômica, o Sine foi um dos principais canais de intermediação de mão-de-obra no mercado de trabalho em 2015. No período de janeiro a novembro do ano passado, sistema ofereceu 67.521 vagas de emprego em todo estado, possibilitando a colocação de 24.572 pessoas no mercado de trabalho.

Segundo o Frederico de Sant’Anna Ribeiro, diretor de Política de Emprego, da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), o setor que teve melhor desempenho em 2015 foi o de agropecuária, extração vegetal, caça e pesca. Os setores de serviços e comércio, apesar de perderem postos de trabalho, foram os de maior movimentação ao longo do ano passado.

O subsecretário de Trabalho e Emprego da Sedese, Antônio Lambertucci, lembra da importância dos serviços prestados pelo Sine. “Ao mesmo tempo em que ampara o trabalhador no momento do desemprego - porque é por meio do Sine que ele recorre ao seguro-desemprego -, oferece também oportunidade de recolocação. Além disso, cumpre a função de proteger o trabalhador contra a informalidade”, destaca Lambertucci.

 

 

Qualificação

A qualificação é um fator significativo para a inserção ou reinserção no mercado de trabalho. Para atender essa demanda,foram oferecidas, em Minas Gerais, em 2015, 33 mil vagas em mais de mil cursos de qualificação pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

“O Governo do Estado tem trabalhado junto às instituições de ensino ofertante desses cursos e ao setor produtivo para que os cursos sejam formatados de modo a atender à necessidade das empresas e potencializar as chances de contratação do trabalhador qualificado depois que ele concluir o curso”, enfatiza Frederico de Sant’Anna Ribeiro

Existem cursos do Pronatec em andamento em 331 municípios de Minas Gerais. Os programas levam em conta as demandas por trabalhadores em cada região. O diretor de Política de Emprego informou que já no primeiro trimestre de 2016 a Sedese vai iniciar um novo levantamento de demandas de qualificação junto às empresas mineiras.

A previsão de Ribeiro é que, até o terceiro semestre deste ano outros cursos se iniciem para atender as necessidades das empresas que querem contratar mão-de-obra e dos trabalhadores que desejam se qualificar.

 

 

Serviço

Diariamente, o Sine faz captação de vagas e abre novas oportunidades que podem ser consultadas presencialmente nas unidades de atendimento ou diretamente no Portal Mais Emprego. Endereço: http://maisemprego.mte.gov.br/portal/pages/home.xhtml.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.