segunda-feira, 6 de Maio de 2013 11:33h Estado de Minas

Sobe para 54 o número de mortes em decorrência da dengue em Minas Gerais

A dengue segue sem controle em Minas Gerais. Somente em uma semana, foram confirmadas mais três mortes pela doença no Estado, elevando para 54 o número de óbitos somente neste ano.

A dengue segue sem controle em Minas Gerais. Somente em uma semana, foram confirmadas mais três mortes pela doença no Estado, elevando para 54 o número de óbitos somente neste ano. O número de casos notificados também assusta. Ao todo, foram 313.545, sendo que destes, 88.881 foram confirmados.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), as últimas mortes incluídas foram de uma mulher de 46 anos, que morreu em Belo Horizonte, uma moradora de 57 anos, de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, e um homem de 73 anos, morador de Uberaba, na Região do Triângulo Mineiro. O número de mortes ainda pode ser maior. Isso porque o balanço não incluiu o óbito de uma mulher de 42 anos que faleceu no Hospital Albert Sabin, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, em 16 de abril. A Secretaria Municipal de Saúde da cidade, confirmou que os exames feitos na paciente confirmaram a doença.
 

A moradora da capital mineira residia na Região do Barreiro. J.C.S.M começou a apresentar sintomas da doença em 12 de abril. Ela foi atendida no Hospital Júlia Kubsticheck no dia seguinte e transferida para o Hospital Eduardo de Menezes. A mulher morreu em 17 de abril. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) a paciente era portadora de comorbidade.

O Triângulo Mineiro ainda é a região com maior número de mortes por dengue neste ano. São 18 no total. Só em Uberaba foram 13. Uberlândia e Ituiutaba registraram dois óbitos cada e Carneirinho um. Nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri foram oito registros (um em Frei Gaspar, cinco em Teófilo Otoni, um em Águas Formosas e um em Carlos Chagas). No Norte do Estado também foram sete casos (um em Buritizeiro, um em Pirapora, três em Montes Claros, um em São João da Ponte e um em Bocaiúva). Belo Horizonte registra quatro mortes.

O aumento considerável no número de casos de dengue é apontado pela SES devido a circulação do sorotipo DEN-4, que não circulava em Minas há 30 anos, o que deixa a população com menos de 30 anos mais suscetível à infecção. O número de doentes confirmados apenas nesses primeiros meses do ano superam os casos de 2012, 2011, 2009 e 2008. Apenas na epidemia de 2010 foram registrados mais pacientes contaminados, 194.636.

Belo Horizonte

A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMSA) confirmou 18.761 casos de dengue até a primeira semana de abril. A Região Nordeste é que apesenta o maio número de infectados, com 4.337 confirmações, seguida pelas regionais Norte, com 3.913, e Venda Nova, com 2.477 casos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.