quarta-feira, 28 de Setembro de 2016 14:25h AMIS

Supermercados mineiros têm queda nas vendas em agosto, mas acumulado do ano ainda é positivo

As vendas do setor supermercadista mineiro registraram retração de 2,56% no mês de agosto deste ano em relação a julho. É o que mostra o Termômetro de Vendas, pesquisa mensal da Associação Mineira de Supermercados (AMIS), com empresas de todo o estado.

 

Na comparação do mês de agosto de 2016 com o mesmo mês do ano passado, o resultado também ficou negativo: - 0,65%.  

 

Porém, no resultado acumulado do ano o setor apresenta crescimento de 2,38%. Os números já estão deflacionados pelo IPCA/IBGE.

 

Na opinião dos supermercadistas pesquisados, as principais justificativas para a queda nas vendas em agosto são a base alta de comparação de julho (4,07%) e a redução do poder de compra do consumidor com o desemprego aumentando mês a mês.

 

 

Variação regional

 

Total MG

-2,56%

Central

-2,64%

Centro-Oeste

-2,69%

Norte

-2,53%

Rio Doce

-1,73%

Sul

-2,34%

Triângulo/A. Paranaíba

-2,50%

Zona da Mata

-1,91%

 

 

 

30ª Superminas será dias 18 a 20 de outubro

 

As atenções do setor agora se voltam para o maior evento do varejo alimentício no estado: a 30ª edição da Superminas, que será realizada no Expominas, em Belo Horizonte, nos dias 18 a 20 de outubro.

 

O evento que tem como pilares os negócios, relacionamento empresarial e a qualificação profissional é também uma oportunidade para os empresários discutirem a crise econômica e os reflexos no varejo.  São esperados 53 mil empresários e profissionais dos setores supermercadista e panificador de todo o estado e do País.

 

A Superminas é promovida pela AMIS e pelo Sindicato e Associação Mineira da Indústria da Panificação (Amipão). Ao todo são 430 expositores e mais de 40 atividades de qualificação profissional como palestras; fóruns, reuniões e oficinas e muitas outras atrações durante o evento. 

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.