terça-feira, 7 de Outubro de 2014 06:06h Estado de Minas

Tiroteio dentro do Túnel da Lagoinha assusta motoristas e interdita trânsito

Dois homens tentaram assaltar pedestres que reagiram. Houve troca de tiros e um criminoso acabou atingido. Um motociclista também acabou ferido pelo assaltante que tentou levar a moto

Crédito: João Henrique do Vale

 

O túnel da Lagoinha, no Centro de Belo Horizonte, foi fechado na noite desta segunda-feira por causa de um tiroteio. Segundo a Polícia Militar (PM), um motociclista que passava pelo local foi baleado pelos assaltantes. Um dos criminosos, que fugia de rivais, também foiatingido. A ocorrência começou com uma tentativa de assalto. Motoristas desesperados abandonaram os veículos pensando se tratar de um arrastão. O trânsito ficou caótico na região por causa da interdição.

 

A ocorrência aconteceu por volta das 19h30. Conforme a PM, dois homens em uma moto estavam na Rua Cyro Borja, que fica sobre o túnel, quando tentaram assaltar dois pedestres. As vítimas reagiram a ação dos criminosos e atiraram. Os assaltantes desceram por uma mata e correram para dentro da galeria.

Desesperados, os criminosos tentaram abordar motoristas que passavam pelo local, pois continuavam sendo perseguido pelos pedestres. Eles abordaram um motociclista, identificado como José Cirilo Gomes, de 50 anos, e atiraram no homem. Um dos assaltantes, Guilherme Ferreira de Almeida, 18 anos, também acabou atingido pelos perseguidores. O outro conseguiu fugir. Os dois feridos foram socorridos e encaminhados para o Hospital João XXIII. O motociclista foi baleado na boca e não corre risco de morrer. Já o bandido, está no bloco cirúrgico em estado grave.

 

Militares do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam), e do 16º Batalhão, além de guardas municipais, fazem rastreamento à procura do suspeito que fugiu e dos dois pedestres que reagiram a ação. Cápsulas de pistola calibre 380 e .40 ficaram espalhadas pela região.

Desespero

O tiroteio deixou centenas de pessoas desesperadas. Como a economista Poliana Rodrigues Costa, de 25 anos, que passava pelo local. “Eu estava entrando no túnel junto com duas amigas. De repente, vimos várias pessoas dando ré nos carros, outras saindo correndo e abandonando os veículos, motoristas gritando 'é tiro, é tiro', e alguns deitando no chão”, afirma.
Desesperada, a jovem também abandonou o carro e tentou se proteger. “Descemos e saímos correndo até quase chegar na Contorno. Não sei nem como consegui. Meu corpo está todo tremendo, ainda mais ouvindo aquele monte de tiros. Tive medo de ser atingida e também tive medo de deixar meu carro sozinho”, comentou.

De acordo com a BHTrans, a via foi interditada por volta das 19h30 em direção a Avenida Cristiano Machado. Três faixas só foram liberadas trinta minutos depois. Parte da rua está fechada para o trabalho da perícia da Polícia Civil. Por causa da interdição, o trânsito ficou caótico na região. A fila de veículos se estendeu pela Avenida do Contorno e Andradas até o viaduto da Avenida Francisco Sales.

 

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.