terça-feira, 19 de Janeiro de 2016 11:42h Agência Minas

UEMG confirma início do ano letivo para 1º de março

Aulas serão retomadas conforme previsto no calendário; ao todo, são 17 unidades com 113 cursos presenciais e dois de ensino a distância

O Governo de Minas Gerais, por meio da reitoria da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), confirmou para o dia 1º de março o início das aulas em todos os campi da universidade. Após uma ampla discussão realizada nos últimos dias sobre a maneira de contratação dos professores, a UEMG esclarece que os procedimentos estão sendo realizados de maneira correta e dentro da lei, e que as aulas serão retomadas normalmente, conforme previsto no calendário acadêmico, sem prejuízo aos alunos, inclusive para os aprovados no último vestibular.

No prazo máximo de sexta-feira (22), será publicado no Diário Oficial de Minas Gerais uma resolução que nomeia, a partir do dia 1º de fevereiro de 2016, todos os professores das fundações absorvidas com o processo de estadualização nas unidades de Campanha, Carangola, Diamantina, Divinópolis, Ituiutaba e Passos. A designação é válida para o ano letivo de 2016.

Os demais professores da UEMG, aqueles que lecionam em unidades que não estão na lista das estadualizadas, serão contratados por meio de Processo Seletivo Simplificado para Designação Temporária de Professores de Educação Superior, em conformidade com o artigo 10 da Lei nº 10.254/90. As inscrições foram realizadas por meio de edital, publicado no dia 11 de janeiro, e terminaram na última segunda-feira (18). O resultado será divulgado no dia 29 de janeiro, no site da universidade.

O grande destaque da UEMG para 2016 é o início das aulas do curso de Medicina, na unidade de Passos. A professora Tânia Maria Delfraro do Carmo, que é uma das responsáveis diretas pela abertura do curso na região, está ansiosa. "Nossa expectativa é de que a abertura do curso não se limite apenas ao campo da formação acadêmica, mas que também impacte o cenário da saúde pública local. Na região de Passos existe uma média de 1,5 médico por habitante, valor abaixo até mesmo da média nacional, que é de 1,8, já considerada insuficiente”, disse.

Há várias cidades na região, principalmente as menores, que não têm nenhum médico para atendimento, demandando de Passos.  A partir da abertura do curso, as Unidades de Saúde se tornam naturalmente campos de atuação e aprendizagem para os estudantes. Para isso, já foi assinado convênio com as Santas Casas de Piumhí, de Paraíso e de Passos.

A UEMG possui 17 unidades de ensino, onde são oferecidos, ao todo, 113 cursos de graduação presenciais e dois a distância. Em 2015, a universidade possuía 19.113 alunos matriculados.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.