quinta-feira, 24 de Outubro de 2013 10:13h

Unesco discute com o Governo de Minas a ampliação do ensino a distância

Na reunião, com os secretários de Educação e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, foi discutida a possível construção de alianças de cooperação

A crescente expansão dos conteúdos digitais e a expectativa de que esses conteúdos cheguem a um número cada vez maior de pessoas fizeram com que o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) e da Secretaria de Estado da Educação (SEE), recebessem integrantes do Instituto Internacional da Unesco para a Educação Superior na América Latina e Caribe (IESALC). A comitiva veio à capital mineira para tratar de assuntos referentes ao estabelecimento de uma disciplina de ensino a distância nas línguas espanhola e portuguesa e de uma rede de bibliotecas virtuais, além de uma disciplina de educação para as águas.

 

O diretor do IESALC, Pedro Henríquez-Guajardo, apresentou o portfólio de projetos aos reitores que integram o Fórum das Instituições Públicas de Ensino Superior (IPES). Em seguida foi discutida a possível construção das alianças de cooperação, a proposta de implantação de uma biblioteca virtual da América Latina e Caribe para a educação superior e a constituição de uma rede de disciplinaspara o ensino a distância (espanhol e português). Uma segunda reunião tratou de assuntos referentes à Cidade das Águas Unesco-Hidroex apresentada à comitiva internacional.

 

Segundo o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, é necessário que Minas Gerais fortaleça e consolide suas pretensões, assumindo o protagonismo nessas questões. “Tenho certeza de que estamos caminhando para avanços extraordinários na questão da virtualização, proporcionando a interiorização e a democratização do acesso ao conhecimento, que é o grande desafio da sociedade moderna”, afirmou.

 

Participaram também das reuniões a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola; o presidente do Unesco-Hidroex, Octávio Elísio Alves de Brito; o reitor da Universidade Federal de Lavras (Ufla), José Roberto Soares Scolforo; o assistente das relações com os estados-membros do IESALC, José Antônio Quinteiro Goris; a coordenadora de educação da Unesco Brasil,  Maria Rebeca Otero; o coordenador de Relações Institucionais do programa Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais (Uaitec), Gilberto Caixeta; a coordenadora responsável pela estruturação da biblioteca virtual do Uaitec, Zilmar Cardoso; e o diretor do Centro de Educação a Distância da Unimontes, professor Jânio Marques Dias.

 

Nas duas reuniões ficaram acertadas novas discussões para os próximos meses e a apresentação de projetos a serem apreciados pelos parceiros.

 

Instituições de ensino e pesquisa mineiras

 

A Cidade das Águas Unesco-Hidroex é uma iniciativa do Governo de Minas, por meio da Sectes, em parceria com a Unesco, cujo principal objetivo é o desenvolvimento de atividades e de pesquisas para preservação dos recursos hídricos no Brasil, América Latina e nos países africanos de língua portuguesa.

 

O Fórum das IPES reúne 14 instituições públicas mineiras, sendo 11 universidades federais, duas estaduais e o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet-MG). Juntas elas têm 150 mil alunos matriculados, com cerca de 500 cursos de graduação. São ofertadas 36 mil vagas anualmente nos cursos presenciais dessas instituições.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.