quinta-feira, 10 de Abril de 2014 06:16h Atualizado em 10 de Abril de 2014 às 06:17h.

Unimontes e Fapemig elaboram estudos sobre abalos sísmicos em Montes Claros

Trabalho busca conhecer as causas do fenômeno e contribuir para ações preventivas na região.

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) contribui com estudos diante da ocorrência de abalos sísmicos no município, com o objetivo de auxiliar à comunidade científica na busca por informações sobre as causas dos fenômenos. O trabalho inclui, também, o monitoramento dos abalos mais recentes – e suas consequências –, o que pode servir para o planejamento de ações preventivas por parte da Defesa Civil (estadual e municipal), Corpo de Bombeiros, Prefeitura e comunidade em geral.

As ações são fruto de parceria entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). A Unimontes participa dos trabalhos por meio do Departamento de Geociências e o Centro de Estudos de Convivência com o Semiárido, sob coordenação do professor Expedito José Ferreira.

A Universidade tem um sismógrafo instalado na área do Parque Estadual da Lapa Grande, próximo à área urbana, e que funciona juntamente com outros dois desses aparelhos cedidos pela Universidade de Brasília (UnB), montados próximos à saída de Montes Claros para Januária (BR-135).

Os sismógrafos foram instalados a partir de critérios técnicos estabelecidos pela UnB para monitoramento dos abalos e posterior produção dos estudos sobre suas causas. A coleta dos dados ainda acontece manualmente, que, por sua vez, são encaminhados para Observatório Nacional de Sismologia da UnB para serem processados. Nesta semana, iniciou-se a construção do abrigo para os equipamentos sismográficos no Parque Estadual Lapa Grande e, em seguida, será instalado o sistema on-line de transmissão de dados em tempo real.

Núcleo de sismologia

Em novembro de 2013 foi oficialmente firmado um convênio de cooperação técnico-científica nas áreas de ensino, pesquisa e extensão da Unimontes com a UnB, que visa à instalação do Núcleo de Sismologia de Montes Claros. A Universidade Estadual de Montes Claros busca o domínio do conhecimento na área de sismologia e, para tanto, está se estruturando nesse sentido, onde comporá uma equipe de trabalho com profissionais especializados, que conduzirá os trabalhos em estreita cooperação com o Observatório Sismológico UnB.

“O Observatório Sismológico (Obsis) da UnB conta com profissionais e técnicos gabaritados, considerado referência nacional neste segmento, sendo de suma importância sua atuação para que a comunidade local seja plenamente esclarecida sobre os meios de convivência com estes fenômenos naturais”, explica o professor Expedito.

Ele lembra que a Universidade de São Paulo (USP), por meio do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), também é parceira neste trabalho. Junto à USP e UnB, a Unimontes trabalha para instalar o Núcleo, que permitirá fomentar, os processos de capacitação, treinamento de pessoal e estudos nos níveis de mestrados e doutorados com foco nos abalos sísmicos registrados no município e em outras áreas do Norte de Minas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.