sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014 11:05h

Unimontes recebe o conceito 4 no Índice Geral de Cursos do Ministério da Educação

Dos oito cursos avaliados, sete alcançaram notas altas, com destaque para Zootecnia, que alcançou a pontuação máxima, de 5

A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) se mantém no grupo de excelência do ensino superior do Brasil com a nota 4 obtida no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado nessa quinta-feira (18/12), pelo Ministério da Educação (MEC). Foram avaliadas mais de 2 mil instituições com base no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), realizado em 2013 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Além do conceito do Enade e do IGC, o Ministério da Educação considera o Conceito Preliminar de Curso (CPC). Os números foram publicados no Diário Oficial da União, nessa quinta-feira (18/12).

“A nota no Índice Geral de Cursos evidencia que estamos no caminho certo. O avanço neste IGC é resultado dos investimentos feitos em pesquisa, pós-graduação, ensino e estrutura para os nossos cursos e para a comunidade acadêmica”, destaca o reitor da Unimontes, João dos Reis Canela.

No Enade/2013, dos oito cursos da Unimontes avaliados pelo MEC, sete alcançaram notas máximas (entre 4 e 5), com destaque para Zootecnia, ministrado pela Unimontes no campus de Janaúba, que obteve conceito 5. Os cursos de Agronomia (Janaúba), Educação Física (bacharelado), Enfermagem, Odontologia, Serviço Social e Tecnologia em Agronegócio (campus Paracatu) conquistaram conceito 4. E o curso de Medicina da Unimontes registrou o conceito 3.

Crescimento

O avanço da Unimontes está vinculado ao crescimento qualitativo e quantitativo dos cursos de mestrados e doutorados e da titulação dos professores. Atualmente, a Universidade conta com quase 60% de mestres e doutores em seu corpo docente. "Triplicamos a titulação de mestres e doutores em nossa primeira gestão", observa o reitor João Canela. Ele enalteceu a melhoria das instalações físicas para o fortalecimento dos programas de pós-graduação, como a criação de centros de pós-graduação e a obra recente do Centro de Pesquisa em Ciências Humanas.

O Conceito Enade avalia o desempenho dos estudantes a partir dos resultados obtidos no referido exame. Já o CPC verifica o rendimento dos estudantes, a infraestrutura da instituição, organização didático-pedagógica e o corpo docente (titulação e produção científica). Em uma escala de 1 a 5, são considerados satisfatórios os cursos com conceito 3 ou mais. O IGC é um indicador de qualidade das instituições de ensino superior, calculado anualmente considerando o conceito Enade dos cursos, o CPC, as notas dos cursos de pós-graduação stricto sensu (fornecidos pela Capes), a qualificação docente e o resultado do censo da educação superior 2013.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.