sábado, 28 de Julho de 2012 09:16h Gazeta do Oeste

Universitários da UNA e Unipac agora podem fazer estágio na Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais assinou na quinta-feira dois convênios de estágio voluntário com as faculdades UNA e Unipac de contagem. O convênio é amparado pela Lei do Estágio n° 11.788, de 2008, que regula o aprendizado prático da atividade profissional, buscando o desenvolvimento do aluno para a vida cidadã e para o trabalho. Com isso, os alunos que precisam fazer estágio obrigatório, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma, terão a oportunidade de realizá-lo na Polícia Civil.

 

 

“Os estudantes irão colocar em prática o que é visto em sala de aula e terão a possibilidade de viver próximo ao cotidiano policial. Havendo afinidade, isso poderá servir de estímulo para que eles prestem concurso e ingressem na carreira”, afirmou o chefe da Polícia Civil, Cylton Brandão da Mata.

 

A parceria entre o Governo de Minas e as faculdades atende a uma das ações previstas no Plano Integrado de Enfrentamento à Violência lançado em maio deste ano, acordado entre a Secretaria de Defesa Social (Seds) e as Polícias Civil e Militar. “Esses dois convênios iniciais irão disponibilizar vagas não remuneradas em Belo Horizonte e Contagem, mas existe um empenho do Governo para liberar uma cota de estágios remunerados, que será estipulada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais (Seplag)”, informou o chefe do 2º Departamento de Polícia Civil em Contagem, delegado Jeferson Botelho.

 

 

De acordo com o diretor do Instituto de Ciências Sociais e Humanas da UNA, Edvander Moura, os policiais de diferentes formações poderão contribuir com o desenvolvimento acadêmico, compartilhando os seus conhecimentos e apoiando o estagiário em suas rotinas funcionais e estudantis. “Na UNA serão 53 cursos contemplados e, futuramente, pretende-se ampliar o convênio para a graduação em medicina, através do UNI-BH, que possui o mesmo mantenedor”, apontou o diretor do Núcleo de Carreira e Relações Corporativas da UNA, Marco Túlio Carvalho.

 

O diretor afirmou também que a formação do aluno deve ser pensada como um tripé. “É preciso trabalhar o indivíduo, o profissional e o cidadão. Esse estreitamento entre as relações do setor acadêmico com o setor público ajudam a reforçar esse objetivo”, disse. A diretora acadêmica da UNIPAC de Contagem, Solange Fonseca, lembra que a formação é um processo contínuo, no qual todos estão vinculados: estagiários, professores e profissionais.

 

 

Para o chefe da Polícia Civil, a parceria traz benefícios à Instituição, ao Governo e ao cidadão. “A Policia Civil, por sua grandeza, tem campo para todas as áreas do conhecimento e o objetivo é estender esse projeto, que primeiramente abrange Belo Horizonte e Contagem, para o interior de Minas. E futuramente, firmar convênio com outras faculdades. Isso irá somar ao resultado final, que é o atendimento prestado à população”, concluiu.

 

 

 

(Agência Minas)

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.