segunda-feira, 4 de Julho de 2011 10:25h Assessoria Comunicação ALMG

Utilização de software de gestão municipal será tratada em audiência

A utilização pelos municípios do software público de gestão municipal integrada, e-cidade, será debatida em audiência pública da Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização, nesta quarta-feira (6/7/11). A reunião, solicitada pelo deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), será às 10 horas, no Plenarinho III da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

 

 

Desenvolvido pelo Ministério do Planejamento, o e-cidade é oferecido gratuitamente aos municípios. O deputado Dalmo Ribeiro Silva destacou, em seu requerimento, que a economia de recursos com a adoção do sistema é uma das vantagens para os municípios.

 

O e-cidade é um software livre, de gestão, que possibilita a organização de gastos, do orçamento, da receita tributária, do controle de medicamentos, de recursos humanos e outros serviços no mesmo aplicativo. As prefeituras podem adaptar as funções do aplicativo à realidade local e trocar experiências com outros gestores.

 

 

A ferramenta, que permite a integração entre os entres municipais (Prefeitura Municipal, Câmara Municipal, Autarquias, Fundações e outros), está disponível no Portal do Software Público Brasileiro.

 

Convidados - Foram convidados para a audiência o procurador-geral de Justiça, Alceu José Torres Marques; o presidente do Tribunal de Contas, Antônio Carlos Andrada; o coordenador geral de Inovação Tecnológica do Ministério do Planejamento, Corinto Meffe; os presidentes da Associação Mineira de Municípios, Ângelo José Roncalli de Freitas; da Associação dos Municípios do Baixo Sapucaí, Benedito Álvaro Cunha; da Associação dos Municípios da Microrregião do Circuito das Águas, Geraldo Emiliano dos Santos; da Associação dos Municípios do Alto Sapucaí, Marcelo Carvalho; e da Associação dos Municípios do Médio Sapucaí, José Rafael de Castro Ribeiro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.