quarta-feira, 11 de Maio de 2016 12:58h Agência Minas

Valores de Minas oferece educação por meio da arte para mais de 500 jovens da RMBH

Cursos são nas áreas de Artes Visuais, Circo, Dança, Música, Teatro e Gestão Cultural

Cerca de 500 estudantes iniciaram este ano a participação no módulo I do Programa Valores de Minas, que atualmente é coordenado pelo Centro Interescolar de Cultura, Arte, Linguagens e Tecnologias (CICALT), da Secretaria de Estado de Educação (SEE).

O programa tem por objetivo proporcionar aos jovens dos ensinos fundamental e médio, das escolas da rede pública da Região Metropolitana de Belo Horizonte, a experiência do fazer artístico nos campos das Artes Visuais, Circo, Dança, Música, Teatro e Gestão Cultural, assim como trabalhar por meio do ensino da arte os desafios do processo de criação colaborativa, da convivência com a diferença, da formação cidadã e do respeito à diversidade.

 

 

 

"O Valores é um complemento daquele ensino tradicional que temos em sala de aula. Aqui faço o que eu gosto, que é trabalhar com o circo. A recepção é muito boa. Todo mundo se aceita e a diversidade é grande”. É assim que Nina Gualberto Ferreira descreve o programa.

O consultor de Arte do PlugMinas, Gil Amâncio, destaca as mudanças feitas este ano, como a inclusão da matéria de gestão cultural. “A gente começou a se preocupar não só com a entrada e permanência do aluno no programa, mas também com a saída dele. Na matéria de gestão cultural, ele tem a oportunidade de refletir sobre sua carreira e investigar como ele pode aplicar na sua comunidade o que aprende aqui. E se ele quer ser artista, vai ser orientado nos procedimentos para ingressar, nas escolas e projetos de formação técnica e profissionalizante. Ou seja, durante o curso ele vai desenvolvendo projetos para a construção da sua carreira fora do Valores de Minas”, conclui. Outra mudança é que a partir deste ano o processo seletivo começou a ter vagas dedicadas a alunos com necessidades especiais.

 

 

 

 

O Valores de Minas oferece cursos livres divididos em três módulos, cada um com duração de nove meses. No primeiro, os estudantes participam de atividades em um dos cinco campos artísticos ofertados. No segundo, os professores selecionam aqueles que têm maior interesse em continuar a capacitação e eles participam de um curso mais aprofundado, que trabalha a integração de todas as áreas estudadas no primeiro módulo. Já no terceiro módulo, os estudantes formam coletivos e apresentam projetos para serem desenvolvidos ao longo do curso.

Kelvin Cássio é aluno do Módulo II. O estudante conta que nesse módulo ele tem a oportunidade de trocar experiências sobre áreas que não conhecia. “Nesse módulo é trabalhada mais a autonomia e o foco é a concepção de coletivo, de um trabalhar com o outro. Como é um grupo menor, você acaba tendo um trabalho mais aprofundado dentro de cada área”. O módulo II conta com a participação de 80 estudantes.

 

 

 

Os cursos do Valores de Minas são dedicados a jovens de baixa renda com idades entre 14 e 24 anos, estudantes ou egressos formados no ensino médio da rede pública de ensino de Minas Gerais, que residem em Belo Horizonte e Região Metropolitana. Para participar da iniciativa, é necessário passar por um processo seletivo que consiste em entrevista.

 

 

 

Cicalt

O Programa Valores de Minas é uma iniciativa do Centro Interescolar de Cultura, Arte, Linguagens e Tecnologias (Cicalt). Além dele, o Cicalt oferece curso de informática, em parceria com a Escola Estadual Técnico Industrial Professor Fontes; curso de Língua Inglesa, em parceria com a Embaixada Americana; e por meio de uma parceria com a Associação Imagem Comunitária e com duas escolas estaduais da região, atividades da Educação Integral são realizadas no espaço do Cicalt para alunos também do ensino fundamental.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.