quinta-feira, 30 de Julho de 2015 11:24h

Vendas em supermercados têm expansão de 0,63% em Minas no primeiro semestre

Nos primeiros seis meses deste ano, os supermercados mineiros tiveram crescimento de 0,63% no faturamento frente a igual período de 2014, conforme aponta o Termômetro de Vendas de junho, pesquisa da Associação Mineira de Supermercados (AMIS) com empresas de todo o estado.

A mesma pesquisa mostra que na comparação de junho deste ano, com o mesmo mês do ano passado, o desempenho do setor ficou praticamente estável, com ligeiro crescimento de 0,27%. Os números já estão deflacionados pelo IPCA/IBGE.

Na comparação entre junho de 15 sobre maio também de 15, o setor registrou queda de 2,47% no faturamento.

Os supermercadistas pesquisados atribuem esse resultado negativo frente a junho ao menor número de dias e um final de semana a menos na comparação dos dois meses. Contudo, já há também certa precaução de que a desconfiança do consumidor com o atual momento da economia do país afete o movimento nas lojas, embora isso ainda não se tenha confirmado.
 

Variação Regional-MG/junho:


MÉDIA TOTAL:
-2,47%
Central:
-3,39%
Centro-Oeste:
-1,75%
Norte/Noroeste:
-1,02%
R. Doce/Mucuri/Jequit.:
-2,87%
Sul:
-2,93%
Triângulo/A. Paranaíba:
- 2,90%
Zona da Mata
-2,05%






 

 

Empresas de supermercados mantêm investimentos abrindo 40 novas lojas no primeiro semestre

O setor de supermercados de Minas Gerais está confirmando as metas de abertura de 70 lojas em 2015.  Levantamento feito pela AMIS aponta que foram abertas 40 lojas de janeiro a julho, o que representa um investimento estimado de R$ 175 milhões e a geração de 4,5 mil postos de trabalho.   Até o fim do ano outras 30 lojas devem ser inauguradas, o que totalizará aportes de mais R$ 125 milhões e outros 3,5 mil postos de trabalho. Se confirmado, chegaria assim aos R$ 300 milhões em investimentos previstos pela entidade.

Os principais aportes têm sido feitos pelas maiores empresas.  Até este mês de julho, a rede Supermercados BH abriu quatro lojas em 2015, todas de supermercados de vizinhança e deve abrir pelo menos mais seis até o final do ano. Já a rede EPA, inaugurou ou reabriu 14 lojas, todas de vizinhança e a previsão é também de outras seis no mesmo período.

Exatamente hoje (30/07), Super Nosso, terceiro maior grupo supermercadista do estado, abre cinco unidades da nova bandeira da rede, Momento Super Nosso, um formado que estreia no estado. São estabelecimentos, que têm até 600 metros quadrados de área de venda e oferecem itens de padaria, hortifrúti e perecíveis, além de um minimercado. Até o fim deste ano, a rede vai abrir outras cinco unidades em Belo Horizonte, o investimento total é de R$ 20 milhões. Só nessas primeiras lojas, foram gerados 200 novos empregos diretos.

Interior

A quarta maior rede mineira, o Grupo Bahamas, com sede em Juiz de Fora, também vem mantendo acelerado crescimento, especialmente na região do Triângulo onde investe forte no segmento de loja gourmet, com sua bandeira Empório Bahamas.

No final de maio, por exemplo, foi inaugurada uma loja que demandou R$ 30 milhões em investimentos. Foi a primeira unidade da rede na cidade do Triângulo com a bandeira gourmet. O Bahamas já abriu duas lojas neste ano e programa mais duas até dezembro.

Também em Uberlândia, a rede Barbosão, maior rede do Alto Paranaíba, acaba de abrir sua primeira unidade na maior cidade do Triângulo, e até o final do ano, inaugura mais uma em Uberaba.

Mas grupos de menor porte também estão investindo. Em Leopoldina, a rede Fonte Supermercados abriu, no dia 24 de junho, uma loja “Premium Gourmet”, a mais moderna da cidade. Foram R$ 12 milhões em investimentos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.