sexta-feira, 31 de Maio de 2013 07:02h Divulgação

Vice-presidente da Confederação Nacional dos Municípios participará de encontro em Brasília na próxima terça

Na ocasião ele também comentou sobre a vinda do secretário de estado à Fiemg

O vice-presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Ângelo Roncalli, no evento da última terça-feira (28), que trouxe o secretário Extraordinário de Coordenação de Investimentos, Fuad Nomam, na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) aproveitou para abordar sobre a reunião em Brasília que vai participar no dia 04 de junho.


De acordo com Roncalli, enquanto superintendente geral da Associação Mineira dos Municípios (AMM) e como vice-presidente da CNM, haverá a reunião em Brasília no dia 04 com a participação de todos os presidentes e vices das entidades estaduais, com toda a diretoria da CNM para definir a pauta da marcha em Brasília que será do dia a 08 a 11 de julho. “Iremos definir toda a pauta, porque temos algumas questões prioritárias e uma das bandeiras que está sendo comum entre todas as entidades que nós queremos reafirmar nesta reunião é que existem várias propostas as quais os municípios tem mais capacidade de investimento, mas uma delas que deve ser tratada como prioridade é a que o governo federal possa destinar no mínimo um aumento de FPM de 2% ainda no ano de 2013”, informou.

O FPM, Fundo de Participação dos Municípios, em 2012 trouxe muitos transtornos para os municípios mineiros, resultando em uma crise financeira, onde gestores tiveram que tomar algumas medidas severas para conter gastos nos poderes executivos.


A marcha em defesa dos municípios é uma mobilização democrática que ocorre anualmente desde 19 de maio de 1998. Tornou-se o maior evento político do Brasil contando com a presença de mais de cinco mil participantes, entre eles, prefeitos, secretários municipais, vereadores, senadores, governadores, parlamentares estaduais e federais, ministros e presidente da república. A primeira marcha se iniciou com a presença de mais de mil prefeitos.


Durante o evento são discutidas questões que influenciam o dia a dia das cidades e são apresentadas as reivindicações do movimento municipalista. Sobre a reunião Roncalli vai esperar acontecer para que depois possa dar mais detalhes.


Já sobre a vinda do secretário na Fiemg, Roncalli, disse que enquanto vice-presidente da CNM, já tem trabalhado para o desenvolvimento do Centro Oeste há muitos anos buscando unir o setor privado, o poder público, entidades organizadas de classe para que se possa mostrar a potência que realmente há no Centro Oeste e aquilo que há de necessidade para dar um salto para o crescimento da região. “Nós temos três pilares fundamentais que são as nossas maiores demandas. Estamos trabalhando para conseguir voos regulares de Divinópolis para São Paulo, a importância do gasoduto e de fato tirar a duplicação da MG 050 do papel, pois sabemos que há muitos esforços concentrados, mas precisamos que esta questão seja tratada de forma prioritária”, afirmou.


Em relação a estas demandas, o secretário disse que o estado pretende atendê-las e que por isso veio a Divinópolis, para ouvir os empresários locais, população e autoridades políticas para resolver as questões que foram expostas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.